As Olimpíadas 2016 e Itaguaí

Finalmente as Olimpíadas serão em um país da América do Sul, o país é o Brasil e a cidade sede será o Rio de Janeiro. Itaguaí está a exatos ...

Finalmente as Olimpíadas serão em um país da América do Sul, o país é o Brasil e a cidade sede será o Rio de Janeiro. Itaguaí está a exatos 70 km do centro do Rio de Janeiro e a menos de 70 km de distância dos principais locais onde acontecerão as disputas esportivas. Portanto, a cidade de Itaguaí deverá começar a refletir sobre estar assim tão perto e ao mesmo tempo tão longe.

Podemos afirmar que estamos perto pois a distância já foi apresentada. O longe conforme afirmado, acontece em virtude do pouco incentivo dentro da cidade para os esportes olímpicos. Sobre o futebol, reconhecemos que alguns incentivos acontecem, oriundos de trabalhos da própria prefeitura e de vereadores que merecem parabéns pela iniciativa mas sabemos que é de futebol que o povão que vota gosta. Não pode se pensar só no voto!

Itaguaí é carente de um centro esportivo de qualidade e de espaços públicos para a prática de esportes mais simples como os ligados ao atletismo e ciclismo, que mesmo quando não sendo praticados para disputar algo, são benéficos para a saúde.
Uma outra coisa que seria benéfica caso houvessem investimentos em esportes olímpicos na cidade, seria a diminuição da quantidade de jovens que entrariam no mundo das drogas pois a lógica da mente vazia ser a oficina do diabo, é verdadeira.

Será que já não está na hora de Itaguaí ter um centro esportivo nos moldes do Miécimo da Silva (de Campo Grande)? Será que não teria como a cidade de Itaguaí possuir ciclovias que facilitassem a prática do ciclismo e estimulassem os cidadãos a andar menos de carros?

O objetivo da equipe do Blog Política de Itaguaí não é criticar ninguém com esse tópico, nosso objetivo é despertar nossos políticos e os cidadãos de Itaguaí para a importância do esporte em nossas vidas e na vida dos jovens da cidade.

Ass: Blog Política de Itaguaí

Postar um comentário

  1. Na questão da ciclovia foi aprovada na Câmara Municupal de Itaguaí duas leis uma do bicicletário e a outra das ciclovias na nossa cidade, esperamos que na revitalização do centro de Itaguaí nós possamos implantar ambos os projetos, o Centro Esportivo já foi solicitado,o Prefeito tem demonstrado estar com a mesma visão de desenvolvimento tanto dos vereadores como deste blog, aproveitando para parabenizar o presidente LULA pela conquista do Rio 2016 ele é o cara, Obama já sabia.

    ResponderExcluir
  2. O esporte e lazer na nossa cidade anda "esquecido" faz tempo. Porque esquecido!? Falar que nada vem sendo feito, seria irresponsabilidade minha, porém nota-se que o que vem sendo feito vai em direção aos torneios de futsal patrocinados pela prefeitura (que eu entendo ser a política pública da PMI nesses últimos 4 anos e meio) e, tem também, os "patrocinados" pela prefeitura, que são esses torneios que proliferam em cada bairro.

    Nada contra o futebol, produto cultural e de marketing nos últimos tempos, mas uma política pública não se faz só com eventos, e nem só com apenas um esporte. Os mais informados podem bradar: mas existe um ou outro torneio das outras modalidades. Certo. Com predominância de equipes de fora do município. Isso é ruim? de forma nenhuma, funciona como intercâmbio. O que é ruim é que não existe uma política pública que veja o esporte como ele realmente é.

    O esporte se divide em 3 instâncias: esporte-educação(dividido em esporte educacional e esporte escolar); esporte-participação ou popular e esporte-performance ou rendimento.

    O que vem sendo feito na nossa cidade?

    ESPORTE-EDUCAÇÃO:
    Esporte educacional - um tradicional Jogos Estudantis (que na minha visão, necessita de uma reformulação e menos ingerência dos professores da Unidades Escolares - regras foram feitas para serem cumpridas).
    Esporte escolar - parece que Itaguaí está adotando a escola em tempo integral, porém a educação física continua desvalorizada, sendo uma disciplina menor dentro do currículo.

    ESPORTE PARTICIPAÇÃO:
    enquadro as famosas escolinhas nessa vertente. A cidade só possui um projeto do tipo, que é o de natação e hidroginástica, formulado e implatado pelo saudoso Prof. Chico. De resto são só apoios a "escolinhas" comunitárias, em sua maioria de futebol.

    ESPORTE PERFORMANCE OU DE RENDIMENTO:
    Não existe nenhum programa desse tipo. O que existe são apoios pontuais a tentativas de trabalho por profissionais da cidade e a equipes convidadas a representar o município. E por que isso acontece? Pois não temos um trabalho sendo desenvolvido.

    O que pode ser feito nessa área? muita coisa. Só que tem que ser uma proposta séria, com metas de curto, médio e longo prazo.
    O esporte e o lazer não pode servir somente como moeda de troca e com aquela história de inclusão social. Talvez o termo mais correto seria o de inserção social, mas... isso é uma outra discussão.
    O esporte hoje foge um pouco daquela definição tradicional sendo hoje alçado a uma condição que vai de saúde pública (auxiliando na prevenção à doenças) até movimentar a economia e o turismo de uma cidade.
    Hoje a cidade necessita urgentemente de uma Secretaria de Esporte e Lazer.
    Profissionais qualificados para ocupar todos os postos nessa pasta, nós temos.



    No esporte educacional, talvez precisemos de uma reformulação na estrutura dos Jogos Estudantis, acompanhando o que acontece nas olimpíadas Escolares estaduais e nacionais, nas suas formas de disputa, organização e a inclusão de novas modalidades.
    No esporte escolar, uma política conjunta entre a futura Secretaria de Esporte e Lazer e a Secretaria de Educação, com o intuito de fomentar o esporte nesse espaço, haja vista que não conseguiremos formar atletas na outra ponta da linha se não começarmos com grande base. Somente da quantidade aliada a um trabalho estruturado é que conseguiremos a qualidade.
    No esporte participação, criar uma política séria, com escolas de iniciação desportiva, construção de equipamentos esportivos, promoção da prevenção às doenças (lembrando que a OMS relata que a cada Euro investido, são economizados de três a quatro).
    No esporte de rendimento, funcionaria o segundo momento do projeto de iniciação desportiva, onde os talentos detectados nessa fase fariam parte das diversas equipes do município e, que a longo prazo, seriam representantes da nossa cidade nos campeonatos adultos. Fora a promoção de eventos de médio e grande porte, que fazem a economia girar e fomentam o turismo esportivo (pouco falado por estas bandas).

    ResponderExcluir
  3. Que tal aproveitar a escola em tempo integral para efetivar um Projeto olímpico em nossa cidade. Fomentando a base do esporte... Uma iniciação ao tenis,tenis de mesa e badminton não saem caro. Para o atletismo então!!! Será que falta vontade política????

    ResponderExcluir
  4. Sou itaguaiense, e atualmente estou morando em uma cidade pequena na região da Grande Campinas,precisamente há 40 Kms. A cidade tem cerca de 15 mil habitantes. Quando cheguei aqui, além de outras coisas, reparei o Ginásio de esportes que a cidade tem,uma coisa linda,com estrutura, campos de futebol, piscinas, quadras para vôlei e um amplo espaço. Comparei com a nossa quadra municipal, desculpem os senhores, que vergonha para nós itaguaienses, uma cidade que tem sido destaque na mídia pelo seu crescimento econômico, não pode de maneira alguma dar tão pouco valor ao esporte, que se restringe à quadra municipal, sem condições nenhuma de oferecer condições para a prática de esportes em todas as suas modalidades.

    ResponderExcluir
  5. Mais um grande feito de nossos governantes, foi brilhante a atuação de cada um deles em favor da eleição do Rio como sede das Olimpíadas de 2016. Também só faltava uma Olimpíada mesmo, pois o nosso país, e principalmente o nosso Estado (Rio de Janeiro), não precisa de mais investimentos em: saúde,educação,segurança,infra-estrutura, transportes,habitação...enfim, somos praticamente uma "Dinamarca tropical".O nosso sistema de saúde esta à 1 passo da perfeição(como diz o CARA), o nosso transporte é de primeiro mundo(ocidental,oriental,vans),nossas estradas são de dar inveja, nossa segurança é praticamente britânica,ah! Sem falar nos nosso atletas, que tem todo o apoio do governo (provavelmente seremos campeões de medalhas,de novo). O povo lá da região Sul do país, aqueles que perderam seus móveis, carros, casas e até mesmo seus parentes, nas ultimas enchentes e tornados, devem ter se emocionado junto com o CARA. Pois é motivo de muito orgulho para um país, sediar um evento desses, até por que, o que são 30 bilhões pra um país que não precisa mais de nada.


    Brasil, um país de Bananas!

    ResponderExcluir
  6. João realmente o estado de São Paulo, fora a capital que possui os problemas de uma grande metrópole, o interior possui uma qualidade de vida superior aos demais estados, espero que a nossa Itaguaí alcance este nível, já melhoramos com o trabalho realizado pelo prefeito Charlinho, quanto ao comentário do mediador espero que ele entenda que não é fácil conseguir sediar as olimpíadas numa concorrência com várias potências mundiais, e este feito é inegável que foi através da dedicação do nosso presidente, para nos desenvolvermos necessitamos recuperar a nossa auto-estima e esta vitória é a oportunidade de criarmos uma nova mentalidade que se reflita também não só no esporte como na qualidade de vida dos nossos cidadãos, como em nossa cidade.

    ResponderExcluir
  7. Qual o legado de um evento mundial para um País, um Estado, uma cidade? Esta é a pergunta, ainda mais depois do comentario do mediador deste blog diante do feito que para muitos é grandioso. Como as cidades satelites do Rio de Janeiro poderão se aproveitar dessa oportunidade de negocios? Dá para formar um medalhista olimpico em 7 anos? Qual a visão do estrategista? Qual a visão do pessimista? Qual a visão do Otimista?

    ResponderExcluir
  8. Marcelo de Queiroz,
    nós já temos exemplos suficiente para rejeitar tal evento; recentemente tivemos o PAN, que a principio tinha um orçamento 800 milhões de reais(que já é um absurdo),para se concluir as obras necessárias para sediar o tal evento; o governo(municipal, estadual e federal), gastou 4,2 bilhões ao final das obras.Porém pouco se aproveita, hoje, de todo este "investimento"; na época, políticos justificavam os gastos absurdos com o mesmo discurso que tem hoje, como: melhoria dos transporte, das estradas, dos hospitais,da segurança... Enfim, tudo balela, qualquer apedeuta sabe que não nos restou nada.
    Tivemos exemplo também da Rio 92, quando despejaram vários moradores de rua em nossa Cidade.

    Mas o que me deixa mais indignado é ver os nossos governantes ter a capacidade de se emocionar defendendo uma "causa" dessas.Eu não ví o "Cara" se emocionar, na mesma semana, com o que aconteceu na região Sul, lá sim precisava de 30 bilhões; mas duvido que tenha dinheiro pra isso.

    Eu não sou pessimista, sou realista, não consigo imaginar que um país que precisa de tanta coisa, possa se dar o luxo de jogar 30 bilhões de reais no lixo; pois é lixo sim, pois se o superfaturamento do PAN foi de 800%, imaginem por quanto vai sair essa Olimpíada de 2016? no mínimo por 100 bilhões.

    Ah, e quem vai pagar por isso são os aposentados que não podem ter aumento, são as crianças nas escolas que não tem merenda, somos todos nós nos hospitais sem atendimento, trancados em nossas casas sem segurança, somos todos cada dia pagando mais impostos para cobrir as despesas dos irresponsáveis do poder.

    Mas enfim, me parece que eu sou um dos poucos insatisfeito, já que em uma democracia prevalece a vontade da maioria, então reconheço que a minha visão é voto perdido.

    Mas não perco o desabafo!!!

    ResponderExcluir
  9. Piada Pronta:

    O Governo que quer sediar a copa 2014 e a olimpíada de 2016, não tem caixa para devolver a restituição do IR para aos contribuintes,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    e ainda tem gente que acha bonito....

    ResponderExcluir
  10. Ficaria muito felize se esses comentários circulassem entre todos os políticos da cidade. O Vereador Márcio Pinto faz suas contribuições e está de parabéns.

    Mas o ideal seria que a Câmara de Vereadores em peso, aproveitasse esse momento para debater esse assunto tão importante para nossa cidade. Debater e realizar!!!!

    Contamos com sua colaboração vereador.

    ResponderExcluir
  11. Mediador, acho salutar o debate e é para isso que posto aqui. Agora sua posição insatisfação não terá jeito, se você apenas cruzar os braços. Acho eu que superfaturamento, desvio de verbas e a corrupção não vão mudar caso o PAN, a COPA ou as Olimpiadas sejam no Brasil ou não. O que tem que mudar é a postura dos brasileiros e nós estamos começando a fazer isso neste debate. 80% da população do Brasil, do Estado e de Itaguaí não sabe em qual deputado Federal ou Estadual votou e como cobrar destes. As famílias que são donatárias do poder a mais de 500 anos estão com o LULA ou quem estiver no governo. Mas durante um tempo postos de trabalho serão abertos para os mais necessitados e aí vai fazer sim diferença ter uma olimpiada aqui. Não falei quem era o pessimista ou o otimista, porém o estrategista tem uma visão melhor que os dois. Isso sim faz a diferença. A Copa e a Olimpiada serão aqui e o que temos que pensar é como Itaguaí poderá lucrar com isso. Afinal você acha que se não fizemos este evento o dinheiro viria para aqui do mesmo jeito? Claro que não! Guardo a frase de Cristovão Buarque " 10 anos de bolsa-família para uma familia não fará diferença, porém 10 de escola para uma criança isto sim é que faz a diferença.

    ResponderExcluir
  12. E tem sempre uma coisa pior...Vejam que as obras do PAN superfaturadas ou não ficaram prontas e serviram aos jogos...Agora o que dizer da cidade da Musica no Rio de Janeiro...Mais de 1000% de superfaturamento e não ficou pronta...virou elefante branco e não tinha nada a ver com PAN. COPA ou Olimpiada. Reforço só a participação popular pode controlar os gastos públicos. Um abraço a todos

    ResponderExcluir
  13. Dia 17 de outubro serão entregues duas obras o novo terminal rodoviário no mesmo lugar do antigo, e a orla marítima de Vila Geni e Coroa Grande obra esta solicitada por mim há mais de dez anos e que o Prefeito Charlinho realizou, estou dizendo isto porque se não houver perseverança e lutarmos por nossas idéias dificilmente conseguiremos êxito, o mediador está certo quando fala das deficiências que existem em vários setores, mas não podemos entregar os pontos, Itaguaí está conseguindo se desenvolver graças ao trabalho do nosso prefeito, mas e a continuidade como procederemos novamente governantes sem capacidade administrativa, quando estive em Curitiba fiquei impressionado com o instituto de planejamento da cidade porque indiferente do governante as obras continuam normalmente dentro do seu cronograma o dinheiro público não é desperdiçado, no município do Rio de Janeiro é exatamente o contrário impera o jogo das vaidades de seus governantes, não vamos desanimar com os problemas buscaremos as soluções juntos com idéias e debates.

    ResponderExcluir
  14. Vereador Márcio Pinto,Por que o Site da Câmara Municipal está sempre desatualizado ?
    Por favor, veja quem é o responsável, precisamos de informações das atividades de nossos vereadores.(Câmara Municipal).

    ResponderExcluir
  15. Marcelo de Queiroz,
    eu não sou contra o Brasil sediar a copa e o Rio a Olimpíada, o que eu não tenho é essa visão romântica.
    O Brasil só levou a copa de 2014, por que ninguém concorreu com ele; e a Olimpíada teve até o apoio de Chicago, pois eles não queriam de jeito nenhum, sediar esta Olimpíada.

    Em um País que não paga uma aposentadoria justa por "falta de dinheiro";

    que não tem uma saúde pública de qualidade por "falta de dinheiro";

    que 80% da população(190 milhões), não tem saneamento básico por "falta de dinheiro";

    que o ensino fundamental e médio, tem o nível de países africanos por "falta de dinheiro";

    que não da nenhum apoio aos seus atletas por "falta de dinheiro;

    que não devolve a restituição do IR por "falta de dinheiro".

    Gastar 200 bilhões em copa e olimpíada, é no mínimo: incoerente.

    Agora uma coisa é certa, os nosso governantes sabem como agradar o seu povo.

    PÃO e CIRCO.

    ResponderExcluir
  16. Depois de algum tempo, estou de volta, sem ressentimentos, mas ainda com controvérsias.

    Eu acho absurda a idéia (com segundas e terceiras intenções, hipócritas e corruptas por parte dos cartolas e políticos) de querer organizar os jogos olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.
    Nós precisamos de investimentos urgentes em educação, saúde, transportes e segurança. Para ficar só nessas áreas. Fora as reformas tributária, política e da previdência…
    O governo vive dizendo que não tem dinheiro para o básico, e agora vem com essa de gastar 30 bilhões(isso na melhor das hipóteses, pois provavelmente será uns 150 bilhões).
    O gasto com a infra-estrutura de uma Olimpíada é gigantesco. Calcula-se que a China tenha investido mais de 60 bilhões de dólares e Londres, que será a sede em 2012, calcula até agora um gasto de 120 bilhões de reais!.
    Se pensarmos que no Brasil a corrupção “arrecada” 120 bilhões de reais por ano, sem Copa do Mundo e sem Jogos Olímpicos, imagine com esses eventos… Esse valor se multiplicará por 2 ou 3, infelizmente.
    Em se tratando de esportes, não temos o menor incentivo para nenhuma modalidade além do Futebol.
    Nossos atletas treinam sem nenhum apoio, a maioria tem que ter um emprego convencional para se sustentar e ainda se auto patrocinar.

    Só pra não perder a prática!!!

    ResponderExcluir
  17. Olimpíadas 2016!

    Traficantes cariocas já são favoritos para medalhas de ouro na prova de Tiro!rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  18. Professor Fabianodomingo, 18 outubro, 2009

    Minha esperança é que ao menos 50% das mudanças que aconteceram em Barcelona, aconteçam aqui no Rio também.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item