Seminário - O Pré-sal e o desenvolvimento regional

Postar um comentário

  1. O Pré-sal é:
    Um bolo que ninguém sabe como fazer, não se tem os ingredientes,não se tem o dinheiro para os tais ingredientes, não se tem as ferramentas necessárias para faze-lo, não se sabe o quanto será gostoso(o bolo), mas uma coisa é certa todos querem uma fatia deste "bolo".

    ResponderExcluir
  2. CPI da Petrobras.

    A CPI da Petrobras já morreu. O jeito é a oposição cair fora mesmo. Não há mais o que fazer lá. Que os governistas façam o seu relatório isentando a empresa e o governo de quaisquer problemas. É o que será feito mesmo. Que, ao menos, os oposicionistas não coonestem a farsa.

    Disputar poderes numa comissão; forçar a investigação para um lado ou para outro; tentar fazer prevalecer um ponto de vista, tudo isso, vá lá, é legítimo. Mas o petista João Pedro e o peemedebista Romero Jucá não disfarçam o que é, pura e simplesmente, sabotagem da comissão.

    Está acabado. Ela não vai investigar mais nada. Não há por que ser coadjuvante da chanchada. Se os oposicionistas tiverem algo relevante em mãos, o caminho é mesmo a divulgação da informação e seu envio ao Ministério Público

    Por: Reinaldo Azevedo

    ResponderExcluir
  3. Chavez é que vai se dar bem com o Pré-sal.
    Por 12 votos a 5, a Comissão de Relações Exteriores do Senado jogou no lixo os protocolos do Mercosul e aprovou o ingresso de uma ditadura no grupo: a Venezuela. O parecer da comissão vai agora ser votado pelo plenário. Abaixo, segue a lista de votação. De senadores que, antes, seriam considerados “de direita” àqueles que, antes, seriam considerados “de esquerda”, há de tudo.

    Aprovar o ingresso da Venezuela, segundo os termos do Mercosul, é, obviamente, uma vergonha. O argumento, ao menos, poderia ser claro. Essa história de que isolar uma ditadura é pior do que integrá-la é picaretagem desmoralizada pelos fatos. Segue a lista. Os senadores de oposição, ao menos, votaram unidos. Espero que o mesmo aconteça na votação em plenário.

    A favor do ingresso da Venezuela no Mercosul:
    Eduardo Suplicy (PT-SP)
    Antônio Carlos Valadares (PSB-SE)
    João Ribeiro (PR-TO)
    João Pedro (PT-AM)
    Pedro Simon (PMDB-RS)
    Francisco Dornelles (PP-RJ)
    Romero Jucá (PMDB-RR)
    Paulo Duque (PMDB-RJ)
    Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR)
    Flavio Torres (PDT-CE)
    Renato Casagrande (PSB-ES)
    Inácio Arruda (PCdoB-CE)

    Contra o ingresso da Venezuela no Mercosul:
    Heráclito Fortes (DEM-PI)
    Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
    José Agripino (DEM-RN)
    Arthur Virgílio (PSDB-AM)
    Tasso Jereissati (PSDB-CE)

    ResponderExcluir
  4. Esse Seminário deveria contar com a presença de todos os políticos da cidade. Tanto os com mandato, como os que pretendem ser...

    EStar atualizado é regra para um bom político.

    Ainda mais se tratando de um assunto tão em voga nos debates políticos no Brasil.

    Itaguaí pode e deve se beneficiar de alguma forma com a exploração do Pré-Sal.

    O bom político deve participar desse tipo de evento, para que no momento que for falar sobre algo, não passe verginha como os que o CQC entrevista no Congresso.

    Imagina se o CQC entrevistasse alguns políticos de Itaguaí, perguntando sobre alguns temas pertinentes hoje para a sociedade brasileira...

    Vocês acham que todos saberiam dar opinião?

    ResponderExcluir
  5. "A ignorância é a maior multinacional do mundo." (Paulo Francis)

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item