Sessão da Câmara de Vereadores de Itaguaí - 17/10/09 - Conforme Jornal Atual

Em busca da difícil sustentabilidade A quantidade de grandes empreendimentos sendo construídos ou projetados para a cidade e os consequente...

Em busca da difícil sustentabilidade

A quantidade de grandes empreendimentos sendo construídos ou projetados para a cidade e os consequentes impactos ambientais e sociais que eles provocam sobre o meio ambiente e o cotidiano dos moradores foram alvos das atenções dos vereadores na sessão de terça-feira (17), da Câmara Municipal de Itaguaí. Entre os comentários dos parlamentares estavam as frustrações da mão-de-obra local, mesmo diante da promessa de prioridade no emprego por parte firmas terceirizadas que prestam serviço à siderúrgica ThyssenKrupp CSA, por exemplo. “A Odebrecht promete contratar mão-de-obra local, mas anuncia que vai construir alojamentos. Ora! De boas intenções o inferno está cheio”, exasperou-se o vereador Tony Coelho, citando a empresa responsável pela construção da base da Marinha, na Ilha da Madeira. “Com mais três portos, ali não vai ter nem turismo e nem pesca”, emendou o vereador Silas Cabral
Cabral lembrou a necessidade de construção de um hospital geral na região. “Está faltando mais disposição política nossa junto ao Governo do Estado”, disse. Foi o suficiente para desencadear uma série de críticas ao governador Sérgio Cabral, dando conta de que o Governo do Estado não oferece à região compensações às licenças ambientais concedidas aos diversos projetos. “Está na hora de os governos Federal e Estadual entenderem que Itaguaí tem uma sobrecarga muito grande e eles não estão ajudando com investimentos em infraestrutura”, disse Márcio Pinto. “Que pare a Rio-Santos; que pare estaleiro da Marinha”, emendou Nisan César, referindo-se à proposta de encaminhar ao Ministério Público Federal todas as queixas relacionadas aos projetos locais.

Siderúrgica e base naval serão alvo de comissões

Na esteira das providências reclamadas pelo Legislativo, os parlamentares itaguaienses decidiram pela criação de duas comissões especiais. Presididas pelo vereador Carlos Kifer, elas terão a incumbência de emitir, num prazo de 90 dias, relatórios sobre as denúncias de emissão de gases do efeito estufa com a entrada em operação da siderúrgica ThyssenKrupp CSA, e sobre os impactos decorrentes da construção da base naval na Ilha da Madeira. “Será uma grande briga, mas vamos lutar com muita força contra essa gigante”, disse Nisan sobre a siderúrgica. “Seropédica autorizou a construção de alojamentos, mas os trabalhadores que ali ficam não sabem nem onde fica o centro da cidade: andam em Itaguaí, vão a hospital em Itaguaí”, criticou Silas Cabral, citando o acréscimo populacional.
Os vereadores miram também na necessidade de ampliar compensações como a arrecadação de impostos. Um dos alvos é o Porto de Itaguaí, que segundo Nisan adentra cerca de três quilômetros nos limites do município.

Autor: RENATO REIS
Jornal Atual, 20 de novembro de 2009.

Notícias Relacionadas

Sessões da Câmara 6592544624594175807

Postar um comentário

  1. Estamos perdendo nosso espaço para as grandes empresas. Praias, turismo, pescadores prejudicados, o meio-ambiente de modo geral. Temos que exigir medidas compensatórias. O maior exemplo é Angra dos Reis. A Usina de Angra 3, teve a licença concedida para as obras, mas, em contrapartida o município vai receber uma compensação substanciosa para aplicar em vários setores do município.Itaguaí, está se tornando o paraíso das grandes empresas. Mas, e a saúde, a segurança, os tranportes, a educação e o esporte ? Temos que exigir que os poderes municipal, estadual e federal invistam no município, dando infraestura para todo esse deenvolvimento.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou a favor de acionar o Ministério Público.

    teve uma época que Itaguaí não recebia verbas de algumas empresas do Porto, na gestão do Benedito Amorim. Pelo que soube, somente quando ele moveu um grande protesto fechando a entrada do Porto, é que a cidade começou a arrecadar alguns impostos no Porto.

    Quando o povo protesta, a Polícia chega batendo... mas quero ver políticos protestando e a Polícia bater neles. Jamais!!!!

    Eu apóio a idéia dos protestos. Fecha e para tudo!!!!

    ResponderExcluir
  3. Impostos estes, que o sr. José Sagario Filho, perdeu nos seus 2 mandatos.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item