Texto do Carlos Lessa - Se enquadraria muito bem na realidade de Itaguaí

Nota do Blog: Postamos esse artigo pois acreditamos que o Carlos Lessa poderia estar falando sobre Itaguaí. Fica a dica do Blog para os gove...

Nota do Blog: Postamos esse artigo pois acreditamos que o Carlos Lessa poderia estar falando sobre Itaguaí. Fica a dica do Blog para os governantes.

Carlos Lessa: O Rio e a cultura
Professor e economista


Rio - Com urgência, é necessário que a administração pública da Cidade do Rio de Janeiro remova alguns dos obstáculos que instalou em relação à cultura popular. Por que, onde a calçada permitir, os botequins não podem colocar mesas e cadeiras fora do estabelecimento? Por que botequins e restaurantes não podem contratar música cantada ou instrumental?

Hoje, bares ou restaurantes com música ao vivo são considerados, oficialmente, “estabelecimentos de diversão”. E, na maioria dos quarteirões, é oficialmente proibido o funcionamento de estabelecimentos de diversão.
Por que não converter as feias empenas de edifícios e os muros escalavrados em suportes da atividade plástica de grafiteiros e muralistas populares? Seria possível com poucos recursos e algum incentivo tributário “vestir” o Rio de Janeiro com cores e fazê-lo museu dinâmico, de arte popular, a céu aberto.

Por que não ocupar as praças do Rio nos fins de semana com atividades culturais múltiplas? Teatro infantil, mamulengo, aulas e exposições de fotografias, filmes, artes plásticas, leituras teatralizadas de contos, declamações de poesia, apresentações de múltiplos talentos. A praça seria o espaço, próximo à residência, onde os cariocas interatuariam com os bens culturais.

Creio que tudo isso poderia ter um fecho de ouro com bailes dançantes à luz das estrelas. Com facilidade e pequeno orçamento, o poder público poderia promover a conviviabilidade dos vizinhos com um ambiente multicultural.
Este seria o antídoto da cidade contra a propalada violência. De um Rio de Janeiro de novo na vanguarda cultural do País.

http://odia.terra.com.br/portal/conexaoleitor/html/2009/11/carlos_lessa_o_rio_e_a_cultura_49308.html

Postar um comentário

  1. As praças sempre foram o local do povo. A História nos mostra isso...

    Hoje se faz necessário acordar para os problemas sociais que a cidade passa... nesse caso eu recomendo a leitura do texto do Pastor Aramis sobre o Cação...

    Acredito que uma das soluções que o Governo Municipal possa tomar quanto aos problemas do texto do Pastor Aramis, é a construção de praças como afirma o texto do Carlos Lessa.

    Mente vazia é a oficina do Diabo... se o jovem tiver práticas esportivas em praças, sob orientação de educadores, vai ser mais dificil as drogas entrarem em suas vidas...

    Deixo aí uma idéia de solução para combater o crescente índice de violência na cidade e o processo de favelização.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item