PT e PSDB atrás de palanque

Protagonistas da eleição presidencial ainda têm inúmeros problemas para compor nos estados Com palanques desarticulados nos principais colé...

Protagonistas da eleição presidencial ainda têm inúmeros problemas para compor nos estados

Com palanques desarticulados nos principais colégios eleitorais do país, PSDB e PT dedicam este início de ano para desembaraçar os nós nos estados onde ainda não têm estrutura eleitoral definida para dar suporte a seus candidatos à Presidência da República em 2010. O objetivo é criar vitrines regionais robustas para a campanha e fechar a costura política até o mês de março.

Os tucanos se preocupam com Rio de Janeiro e Ceará. Do lado petista, o imbróglio está em São Paulo e em Minas Gerais, os maiores colégios eleitorais do país. Há ainda indefinição nos estados do Rio de Janeiro, Paraná e Maranhão.

O Rio é o principal motivo de dor de cabeça no PSDB. Havia dois anos que o nome era Fernando Gabeira (PV). O deputado prefere o Senado. Tucanos agora se dividem entre fabricar a candidatura de um parlamentar ou convencer o ex-prefeito César Maia (DEM) a “ir para o sacrifício”. O PT tem dois postulantes: o governador Sérgio Cabral (PMDB), apoiado por Lula, e o prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), que colocou o nome no páreo.

http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2764945.xml&template=3898.dwt&edition=13826§ion=134

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item