Pesquisa do Instituto Vox Populi para o jornal O Dia

Pesquisa do Instituto Vox Populi para o jornal O Dia mostra o governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, na liderança das inten...

Pesquisa do Instituto Vox Populi para o jornal O Dia mostra o governador Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição, na liderança das intenções de voto no Rio de Janeiro, com 38%. O ex-governador Anthony Garotinho (PR) está em segundo, com 20%, tecnicamente empatado com o terceiro colocado, deputado Fernando Gabeira (PV), que teve 18% da preferência do eleitorado. Disseram que votariam em branco ou nulo 15% dos entrevistados e 9% não responderam. A pesquisa foi feita entre os dias 20 e 22 de março e a margem de erro é de 3,1 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Garotinho é o candidato com maior rejeição. 32% dos entrevistados disseram que não votariam no ex-governador, enquanto Gabeira tem 22% de rejeição e Cabral, 9%.

Nas projeções para o segundo turno, Cabral ganha dos dois principais adversários. Contra Garotinho, Cabral aparece com 45% das preferências, enquanto o ex-governador obtém apenas 24%. Cabral fica na frente com uma vantagem maior na projeção que o coloca contra Gabeira. Nesse caso, o atual governador do Rio atrai 50% do eleitorado, enquanto o deputado fica com 21%. Na disputa entre Garotinho e Gabeira, o ex-governador vence com uma vantagem de apenas um ponto porcentual, com 30% contra 29% do deputado.

O levantamento inclui ainda uma pesquisa sobre a disputa pelo Senado. O senador Marcelo Crivella (PRB) aparece na frente, com 37% das intenções de voto. Ele é seguido pelo ex-prefeito Cesar Maia (DEM) e a ex-governadora e ex-senadora Benedita da Silva (PT), ambos com 31%.

Luciana Nunes Leal, da Agência Estado
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,pesquisa-coloca-cabral-na-frente-na-disputa-pelo-governo-do-rio-de-janeiro,529591,0.htm

Postar um comentário

  1. A divisão de votos no estado é clara, Garotinho - PR no Interior e parte da baixada, Cabral - PMDB em parte da baixada e Cesar Maia - DEM no centro e zona sul da capital.

    Pelas minhas estatísticas, considerando o universo de 12 milhões de eleitores. Neste momento, o quadro eleitoral está assim...

    Garotinho - PR - 5 / 6 milhões

    Cabral - PMDB - 5 / 6 milhões

    Cesar Maia - DEM - 1 / 2 Milhões

    Além disso, só um tsunami mudará esse quadro!

    ResponderExcluir
  2. FABIANO, ESTOU DECEPCIONADO COM VOCÊ! O MEC MANDOU FECHAR A UNIDADE DE ITAGUAÍ DA ESTÁCIO (COM DIREITO A CITAÇÃO NO DIÁRIO OFICIAL), TÁ TUDO ILEGAL, QUEM ESTÁ MATRICULADO LÁ VAI FICAR SEM DIPLOMA, PROFESSOR, TIRA LOGO ESSA PROPAGANDA, POIS SE ALGUEM SE LASCAR, PODERÁ USAR SEU BLOG COMO PROVA EM POSSÍVEIS FUTUROS PROCESSOS!

    ResponderExcluir
  3. Professor Fabianodomingo, 28 março, 2010

    Olá,

    Sobre a Estácio, fizemos essa divulgação no blog pois queremos ajudar uns amigos que cuidam da unidade de Itaguaí.
    E mais ainda pelo fato de ser uma instituição ligada a educação pois acreditamos que a população de Itaguaí assim como o Brasil (parafraseando o senador Cristóvão Buarque) só tem solução pela educação.

    Uma sociedade com uma boa educação e com formação, não vai mais precisar depender de políticos para sobreviver e aí automaticamente eles terão que mudar sua postura.

    O amigo da Estácio, que sempre visita o blog, deve aparecer aqui nesse espaço mesmo, para defender a instituição dessas acusações.

    Obrigado pela preocupação. Se vc estiver com razão, seguiremos sua dica.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Professor Fabianodomingo, 28 março, 2010

    Sobre o primeiro comentário, tem um probleminha:

    O César Maia é candidato a senador e não a governador, para merecer comparação com o Garotinho e o Cabral.

    Mas acho que entendi sua posição sobre os números.

    ResponderExcluir
  5. ILEGAL?
    CITAÇÃO NO DIARIO OFICIAL?
    GOSTARIA DE VER ESSA CITAÇÃO!
    HOUVE SIM REALMENTE UMA DENUNCIA NO MEC DE QUE A ESTÁCIO DE SÁ TERIA ABERTO MAIS 9 POLOS ALÉM DOS 52 QUE SÃO PERMITIDOS PELO MEC DESDE 2004, DENUNCIA MUITO SÉRIA QUE FOI PUBLIBLICADA NO SITE DO MEC,HOUVE APENAS UM DESENTENDIMENTO DA PARTE DE QUEM FEZ A DENUNCIA E ATÉ DA PARTE DO PROPRIO MEC, JÁ QUE A ESTÁCIO NUNCA ABRIU 9 POLOS ILEGAIS COMO DISSE ACIMA O NOSSO AMIGO ANÔNIMO, ABRIU SIM 9 UNIDADES DE APOIO(U.A), LEMBRANDO QUE O MEC REALMENTE NÃO AUTORIZOU NOVOS POLOS, E A UNIDADE DE ITAGUÁ NÃO É UM POLO, COMO SEU PROPRIO NOME JA DIZ ELA Á UMA UNIDADE DE APOIO,
    AS PROVAS NÃO SÃO REALIZADAS NA UNIDADE DE ITAGUAÍ, EM NOSSA UNIDADE OS ALUNOS SÓ ASSISTEM ÀS AULAS VIA SATÉLITE, E UTILIZAM O LABORATORIO QUE FICA DISPONIVEL AO ALUNO DE 09:00Hs ÁS 21:30Hs, OS ALUNOS TABÉM UTILIZAM A SALA DE ESTUDOS, LOCAL ONDE SE ENCONTRAM PARA REALIZAREM OS SEUS TRABALHOS(P.I), NÃO EXISTE NADA DE ILEGAL, EXISTE SIM PESSOAS QUE NÃO QUEREM VER SEU MUNICIPIO CRESCER POR ALGUM MOTIVO QUE NÃO ENTENDO, O COMENTARIO DO NOSSO AMIGO ANÔNIMO SÓ SERVIU PARA ESCLARECER ALGUMAS DUVIDAS E DESENTENDIMENTOS, CASO ALGUÉM QUEIRA SE PRONUNCIAR ESTAMOS AQUI PARA OUVIR SUAS DUVIDAS, SÓ PEÇO QUE EM CASO DE DENUNCIA DIGAM A FONTE DA MESMA E SE POSSIVEL O LINK OU PRINT DA PAGINA QUE FOI RETIRADA A SUA DENUNCIA, EM CASO DE XEROX ENVIEM PARA: paulohenriquestacio@gmail.com .
    Desde já Agradeço.

    Paz;

    ResponderExcluir
  6. Respondido!!!!

    Obrigado Paulo Henrique.

    Sr Anônimo, quase que é você quem poderia responder processo hein...

    Mas está resolvido o assunto.

    Saudações a todos!!!!

    ResponderExcluir
  7. "...perdoa PAI ele não sabe oque faz, de-lhe sabedoria pra que mude antes do "aqui jaz"..."

    ResponderExcluir
  8. "...perdoa PAI ele não sabe oque faz, de-lhe sabedoria pra que mude antes do "aqui jaz"..."

    ResponderExcluir
  9. FALA ENRI CRISTI NEUCIR

    ResponderExcluir
  10. O Paulo Heinrique ESTÁCIO, tudo o que disse é bem fundamentado! Vou transliterar abaixo matéria da folha dirigida.

    --
    MEC suspende atividades em 108 polos irregulares

    Cinco medidas cautelares do Ministério da Educação impedem o ingresso de estudantes em polos irregulares de instituições de educação superior a distância em vestibulares a serem realizados este ano. Elas foram publicadas no Diário Oficial da União de 10 de fevereiro. As instituições têm prazo de dez dias para esclarecer as medidas tomadas e para a correção das irregularidades. Os alunos que fizeram inscrição para este primeiro semestre e participaram do processo seletivo não podem fazer os cursos neste polos. Os demais, no entanto, continuam funcionando regularmente.

    A Universidade Estácio de Sá, com sede no Rio de Janeiro; a Universidade Paulista (Unip), em São Paulo; o Centro Universitário de Maringá (Cesumar), em Maringá (PR); a Faculdade do Noroeste de Minas (Finom), em Paracatu (MG), e a Universidade de Santo Amaro (Unisa), em Santo Amaro (SP), desobedeceram a legislação que regula a educação a distância e abriram cursos em pelo menos 108 polos — correspondem a cerca de 10 mil vagas — sem credenciamento no Ministério da Educação.

    A Universidade Estácio de Sá foi credenciada em maio de 2009 para ofertar cursos a distância em 54 polos. “Em menos de um ano, a Estácio de Sá abriu indevidamente outros nove polos e inscrições para vestibular nessas unidades, desrespeitando totalmente a legislação”, alerta o secretário de educação a distância do MEC, Carlos Eduardo Bieslchowsky. Está sendo investigada a existência de mais polos irregulares mantidos pela Estácio de Sá e outras instituições.

    A Universidade Paulista também abriu 76 polos em diversas regiões do país sem o credenciamento do MEC. Ela oferece educação a distância desde 2004, quando recebeu credenciamento para cursos de educação superior em 598 polos. O Centro Universitário de Maringá (Cesumar) está credenciado desde 2005 para a oferta de cursos a distância em 59 polos de apoio presencial. A instituição abriu quatro centros de atendimentos ao aluno, também ilegais, em Brasília e um em Salvador.

    Com 3.955 estudantes, a Finom está credenciada desde 2005 para a oferta de cursos a distância em apenas um polo regular, em Paracatu. Mas abriu outros dois, não credenciados, em Feira de Santana (BA) e São Paulo. A Unisa, credenciada no mesmo ano, tem 42 polos credenciados e 16 não credenciados.

    As irregularidades foram identificadas pela equipe de supervisão e regulação da Secretaria de Educação a Distância (Seed) do MEC. O MEC conta com um sistema de consulta de instituições credenciadas. “É importante que o estudante faça essa consulta para evitar a matrícula em locais irregulares”, explica o secretário. Desde 2008, estão sendo supervisionadas 38 instituições que atendem 693.360 alunos, 81% do total de 856 mil estudantes de educação a distância do país. Veja abaixo a relação dos polos não credenciados junto ao MEC, que tiveram suas atividades suspensas:
    MEC – POLOS IRREGULARES
    ...
    12 Unesa Itaguaí Itaguaí RJ
    ...


    Veja mais no site:

    http://ead.folhadirigida.com.br/?p=1486

    ou no Diário Oficial da União de 10/02/2010

    ResponderExcluir
  11. MEC: Estácio de Sá mantém polos irregulares de educação a distância

    O Ministério da Educação (MEC) informou nesta quinta-feira que conseguiu uma medida cautelar para impedir o ingresso de estudantes em polos irregulares de educação superior a distância mantidos pela Universidade Estácio de Sá (Unesa), que tem sede no Rio de Janeiro. Segundo o MEC, a universidade foi credenciada em maio de 2009 para ofertar cursos a distância em 54 polos, mas, em menos de um ano, "abriu indevidamente outros nove polos e inscrições para vestibular nessas unidades, desrespeitando totalmente a legislação", afirmou o secretário de educação a distância do MEC, Carlos Eduardo Bieslchowsky. De acordo com o secretário, a investigação está em andamento em outras unidades.

    No total, o MEC conseguiu cinco medidas cautelares, que valem ainda para a Universidade Paulista (Unip), em São Paulo; o Centro Universitário de Maringá (Cesumar), em Maringá (PR); a Faculdade do Noroeste de Minas (Finom), em Paracatu (MG), e a Universidade de Santo Amaro (Unisa), em Santo Amaro (SP). Juntas, as universidades, segundo o MEC, desobedeceram a legislação que regula a educação a distância e abriram cursos em pelo menos 108 polos — correspondem a cerca de 10 mil vagas.

    As irregularidades foram identificadas pela Secretaria de Educação a Distância (Seed) do MEC. As instituições têm prazo de dez dias para esclarecer as medidas tomadas e para a correção das irregularidades. Os alunos que fizeram inscrição para este primeiro semestre e participaram do processo seletivo não podem fazer os cursos.

    O MEC informou conta com um sistema de consulta de instituições credenciadas.

    - É importante que o estudante faça essa consulta para evitar a matrícula em locais irregulares”, explica o secretário de educação a distância, segundo informações do site do MEC.

    Desde 2008, estão sendo supervisionadas 38 instituições que atendem 693.360 alunos, 81% do total de 856 mil estudantes de educação a distância do país.

    Enviado por Eduardo Auler - 11.2.2010| 16h30m

    http://extra.globo.com/geral/casosdecidade/posts/2010/02/11/mec-estacio-de-sa-mantem-polos-irregulares-de-educacao-distancia-265589.asp

    ResponderExcluir
  12. O Henrique, tá aí a prova, visite o site do MEC!

    http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=15062:mec-impede-novas-matriculas-em-polos-criados-irregularmente&catid=210&Itemid=86

    Há, em relação ao termo "ponto de apoio", desconheço totalmente essa artimanha de usar denominações diferentes para o mesmo fim: Se o tal "ponto de apoio" faz novas matrículas, serve como "porta-avião" (aluno recorra a ela para dúvidas e sugestões) e de apoio a aulas telepresenciais... só por que nela não é aplicada a prova que não deixaremos de chamá-la pelo nome real, ou seja "Pólo"!

    Conselho, para legalizar um polo você só precisa instalar uma biblioteca e manter um tutor (1 por curso) de plantão e pronto ! O MEC autoriza ela a funcionar, será que é tão caro assim, botar uma "meia-dúzia de livros" e pagar uma merreca a um graduado?

    ResponderExcluir
  13. Sr. Anônino,

    o Sr. mesmo deu a prova de que podemos funcionar normalmente e de que não estamos enganando ninguém, somos uma unidade de apoio e não "ponto de apoio" ou pólo, entenda bem, não realizamos matrículas e muito menos provas, somos apenas uma unidade que oferece o apoio ao aluno, somos um braço do polo de Santa Cruz, estamos no municipio de Itaguaí para que a Estácio fique mais proxima de seus alunos.
    não entendo toda a sua revolta, o MEC irá se pronunciar essa semana, então veremos qual será o ponto final dessa história, já que a Estácio não abriu 9 polos, abriu sim Unidades de Apoio que não realizam provas e não fazem matriculas.
    Eu ainda não vi a citação em diario oficial que você disse, esse comentario no site do MEC que o Sr. apresentou, é o comentario que contém o desentendimentou que gerou tudo isso.
    então vou explicar mais uma vez, a Estácio de Sá nunca abriu novos polos, abriu sim Unidades de Apoio.

    Prontifico-me a retirar qualquer duvida.

    paulohenriquestacio@gmail.com
    TEL.: (021) 2688-1529

    ResponderExcluir
  14. Mesmo com tudo, eu vou votar no Cabral pois o garotinho me da arrepios e o gabeira me deixa doidão.

    ResponderExcluir
  15. BRASÍLIA
    A visita da pré-candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, ao túmulo do ex-presidente Tancredo Neves, na tarde de terça-feira, provocou um levante no PSDB mineiro mais próximo do ex-governador Aécio Neves (PSDB) e foi classificada de "eleitoreira". Furiosa com a "cara de pau" da petista em promover "um ato de campanha travestido de homenagem" no cemitério de São João Del Rei, a cúpula nacional do partido mobilizou a direção do DEM e do PPS para divulgar nota conjunta de protesto.

    "Foi uma comoção em Minas Gerais", contou o secretário-geral do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (MG), que ajudou a redigir a nota assinada pelos presidentes do PSDB, senador Sérgio Guerra, do DEM, deputado Rodrigo Maia, e do PPS, Roberto Freire.

    "É inacreditável que aqueles que viraram as costas a Tancredo e sempre foram contra ele agora usem seu túmulo para fazer demagogia de campanha", protestou o deputado Castro. "É cara de pau, um ato de campanha travestido de homenagem", disse Rodrigo Maia.

    Críticas. Na nota, intitulada Um Atraso Histórico, os três partidos criticam o gesto "tardio e mal explicado", além de acusar a petista de "encenar" a homenagem por "oportunismo".

    Para a oposição, a petista chegou 25 anos atrasada ao túmulo de Tancredo, onde depositou flores ontem. Dirigentes dos três partidos fizeram questão de lembrar, na nota, que o partido ao qual Dilma aderiu recentemente é o mesmo PT que negou apoio a Tancredo e ao pacto da transição democrática.

    "Consultei o governador Aécio sobre a nota dos partidos e ele preferiu deixar que nós decidíssemos sobre a questão porque este embate é político. Não é pessoal, nem envolve a família Neves", disse Guerra, após divulgar o texto de 20 linhas.

    "Se a candidata tivesse reconhecido o grave erro político que o PT cometeu à época, quando recusou voto a Tancredo no colégio eleitoral, em posição coincidente com a ditadura, a visita se justificaria", completou o senador, expressando a razão maior da revolta do tucanato.

    A nota menciona o "erro intransigente do PT" ao expulsar seus deputados que votaram em Tancredo no colégio eleitoral, referindo-se ao caso como "uma das lamentáveis bravatas" petistas. A oposição cobrou o fato de jamais ter ocorrido retratação do PT, de Dilma e Lula. O documento lembrou também que não houve retratação da negativa de apoio a "outro mineiro", o ex-presidente Itamar Franco.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item