PT-RJ fará prévias para decidir candidato ao Senado

RIO DE JANEIRO - Acostumado a realizar prévias para escolher candidatos a prefeito, a governador e até a presidente da República, o PT terá ...

RIO DE JANEIRO - Acostumado a realizar prévias para escolher candidatos a prefeito, a governador e até a presidente da República, o PT terá pela primeira vez eleição interna para decidir quem disputará uma vaga ao Senado. Será no próximo domingo, no Rio de Janeiro. A ex-governadora e ex-senadora Benedita da Silva desmentiu nesta quarta-feira, 24, rumores de que abriria mão da disputa com o prefeito de Nova Iguaçu, Lindbberg Farias. O vencedor será candidato na chapa do governador Sérgio Cabral (PMDB), que tenta a reeleição.

O presidente do PT fluminense, deputado Luiz Sérgio, disse não ter mais expectativa de acordo no Rio de Janeiro e informou que a direção nacional do PT ainda tenta, apesar da pouca chance de sucesso, evitar outras duas prévias para escolha de candidatos ao Senado, em Pernambuco e em Mato Grosso.

A prévia contraria recomendação da direção nacional do PT, que quer evitar que disputas internas enfraqueçam a pré-candidatura à Presidência da República da ministra Dilma Rousseff. "No Rio, todo esforço foi feito para não haver prévia, mas não foi possível. O presidente José Eduardo Dutra ainda está tentando resolver questões em outros Estados, mas o caso do Rio vai fortalecer os argumentos dos que querem prévias", afirmou Luiz Sérgio. Ele calcula de 20 mil filiados votarão no domingo.

Benedita disse que tem conversado com frequência com os integrantes do comando nacional do partido e que explicou seus motivos para disputar a indicação ao Senado. "Eles conhecem minha posição e sabem que sou muito firme. Pleiteio ser candidata ao Senado desde 2003. No último momento, apareceu um outro candidato. Se teve tentativa para evitar a prévia, não é comigo que estão tentando", afirmou a ex-governadora, hoje secretária estadual de Assistência Social. "Como militante, considero fundamental o partido estar representado na prefeitura de Nova Iguaçu pelo companheiro Lindberg nos três anos que restam de mandato. Mas se ele resolveu pleitear, o que é legítimo, vamos fazer prévia para escolher. Estou acostumada. Nunca disputei um cargo majoritário no PT sem passar por prévias", completou Benedita.

Lindberg planeja deixar a prefeitura na próxima quarta-feira e será sucedido pela vice, Sheila Gama, do PDT. Se não vencer as prévias de domingo, o prefeito deverá ser candidato a deputado. "Estamos muito animados, mas não de salto alto", diz Lindberg. "Meu argumento central é que a vitória do PT no Senado coloca uma perspectiva concreta de poder para o partido no Rio de Janeiro, nas eleições de 2014 e também nas eleições municipais de 2012. Tenho um olhar para o futuro, para uma candidatura do PT ao governo do Estado respaldada por uma vitória agora no Senado", explica o prefeito. Benedita e Lindberg farão dois debates, quinta, 25, e sexta, 26.

No fim de semana passado, o PT do Distrito Federal decidiu por meio de prévias o candidato ao governo. O ex-ministro dos Esportes Agnelo Queiroz venceu o deputado Geraldo Magela. Em Pernambuco, se não houver acordo, disputarão a indicação de candidato a senador o ex-ministro da Saúde Humberto Costa e o ex-prefeito de Recife João Paulo. Em Mato Grosso, disputarão prévia o deputado Carlos Abicalil e a senadora Serys Slhessarenko.

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,pt-fara-previas-para-decidir-candidato-ao-senado-no-rio,528681,0.htm

Postar um comentário

  1. GPS.UNIVERSITÁRIOdomingo, 28 março, 2010

    O MEU PT VOTOU!!!!

    Mais uma prova que o povo de Itaguaí quer renovação!!!

    Com uma margem de (64,7%)Lindiberg de Farias vence em Itaguai, a atual secretaria estadual de ação social Benedita da Silva (35,3%).
    Agradecendo ao empenho da militância
    dos companheiros de Itaguai:
    lá pude conhecer o misterioso
    Raizes rsrsrs e sua galera.
    Beija-flor
    Seba
    Frank
    Pastor JV
    Ricardo Magrelo
    Montalvão Aeroporto rs
    Lut
    Jorge Beleza
    Lau
    Nenem (Bombado rs)
    Neves dos Correiros
    Negão
    Psouza.

    E entre outros que com esforço e trabalho mostraram ao que vieram!!!

    O PT de Itaguaí respira mudança!!!

    E pelo que sei o Atual candidado ao senado pelo partido do trabalhadores do Rio de Janeiro.
    Viaja amanhã para o planalto.
    Como eu estava participando e contribuindo com o evento "Previas".
    Soube atraves de sua acessoria, que em breve o candidado ao senado, vira a Itaguaí!!!

    obs: O PT DA BOQUINHA RSRS DO RIO DE JANEIRO!! ESTA EM EXTINÇÃO!!!


    A HORA DA RENOVAÇÃO E AGORA !!!!

    LINDIBERG SENADOR RSRSRS

    ResponderExcluir
  2. Se confirmar a vitória de Lindberg, nessa prévia para o Senado, ficarei feliz pois um dos meus votos será dele.

    O outro voto ainda estou em dúvida mas pelo que estudo dos trabalhos dos senadores, o Crivella é muito bom.

    ResponderExcluir
  3. GPS e Raízes... Petistas e participantes do Blog.

    Espero que não sejam daqueles que dominam o PT de Itaguaí a centenas de anos e mais atrapalham do que ajudam.

    Na época que me filiei ao PSB, eu só não me filiei ao PT de Itaguaí pois só ouvia coisas ruins.

    Como está se movimentando o PT de Itaguaí para as próximas eleições? Vão apoiar candidatos a deputados do PT ou da cidade?

    Ou lançam algum nome do quadro de vocês pensando no futuro?

    Acho que na próxima de vereador, conseguem eleger o Wesley do Banco do Brasil hein...

    ResponderExcluir
  4. Os petistas de Itaguaí, não podem apoiar um candidato a Dep. Estadual, como fez em eleições passadas, apoiando André Ceciliano, o cara foi eleito e se escondeu em Paracambi, se elegendo prefeito. E nós que votamos nele?
    Tem que articular com candidatos que se afinam com Itaguaí, e seus problemas...Temos que dizer, não aos forasteiros!

    ResponderExcluir
  5. Profº Fabiano, O Lindiberg já e nosso candidato ao Senado, o resultado saiu na mesma noite das previas.
    Eu agora recem encorporado ao PT de Itaguaí, vejo no amigo Raízes e nessa galera um diferencial!!! são pessoas q realmente querem q o PT cresça na esfera municipal, bem articulado com a esfera estadual.

    abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. Formação de Quadrilha ou Bando: artigo 288 do Código Penal Brasileiro.

    Art. 288 - Associarem-se mais de três pessoas, em quadrilha ou bando, para o fim de cometer crimes:
    Pena - reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos.


    Cuidado Fabiano!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Opa...

    GPS, eu concordo com vc e espero que o PT de Itaguaí cresça e traga propostas boas para Itaguaí. Mas aí eu quero que seja aquela mente do PT da década de 80, início do partido.

    Neuci, rsrs... acalma esse coração meu caro... rsrs

    ResponderExcluir
  8. Será que o lindberg sera bom senador? A capa do O Dia de hj deu uma queimada no governo dele. Isso tb pode ser coisa do picciani que é um mafioso e fez isso para queimar o lindinho pois sabe que uma das vagas é do crivella.

    ResponderExcluir
  9. Fabiano,

    Abra o e-mail que eu te mandei, assunto : Museu da Corrupção.

    É muito interessante!

    Se puder envia pro "bando".

    ResponderExcluir
  10. Vídeo muito interessante:

    http://www.youtube.com/watch?v=E7chj0w1FoY&feature=player_embedded

    ResponderExcluir
  11. MENSALÃO DO DEM: Governo Arruda é acusado de desviar R$ 1 mi do Bolsa Família
    Governo Arruda é acusado de desviar R$ 1 mi do Bolsa Família
    Folha de S.Paulo
    BRASÍLIA -- O governo de José Roberto Arruda (sem partido) desviou R$ 1 milhão do principal programa social da gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, o Bolsa Família, segundo auditoria do governo federal.

    Entre 2008 e 2009, o Ministério do Desenvolvimento Social repassou R$ 1,4 milhão para que o Distrito Federal administrasse o programa em seu território, mas ao menos R$ 1 milhão foi usado para construir cercas e alambrados da Secretaria de Desenvolvimento Social.

    O valor é suficiente para beneficiar quase mil famílias por um ano e, pelas regras do ministério, ele não poderia ser usado para construir cercas.

    O desvio foi apontado em auditoria da CGU (Controladoria-Geral da União). Segundo o órgão, a verba dos alambrados era originalmente para financiar o acompanhamento, o cadastro e a fiscalização das famílias beneficiadas pelo programa social.

    "Detectamos a aquisição de alambrados para cercar as unidades da secretaria, desvirtuando a finalidade do programa que consiste no apoio à gestão de Bolsa Família", diz o relatório da CGU.

    O Distrito Federal tem 71 mil famílias cadastradas no programa --quase 280 mil pessoas ou 10% da população. Em média, o Ministério do Desenvolvimento Social distribui mensalmente R$ 5,8 milhões em benefícios do Bolsa Família na região.

    Desde 2008, o governo do DF recebeu do ministério R$ 1,7 milhão para administrar o programa. Foi desse montante que, segundo a CGU, foi retirado o dinheiro para construir as cercas. Ou seja, quase 60% da verba federal foi desviada.

    O governo do DF não comentou a auditoria. Segundo a assessoria, a administração não recebeu o relatório que aponta as irregularidades.
    DEM ROUBA O BOLSA FAMÍLIA, DEM ROUBA A POPULAÇÃO MAIS CARENTE.
    DEM O PARTIDO MAIS CORRUPTO DO BRASIL, É O ALIADO DO SERRA, O VICE DO SERRA SERÁ DO DEM. DEM/PSDB UNIDOS NA ELEIÇÃO 2010
    Editado(a) por Jussara Seixas

    ResponderExcluir
  12. "eu não sei se o presidente Fernando Henrique rouba, nem se ele deixa roubar, mas de uma coisa eu tenho absoluta certeza: ele não deixa investigar de jeito nenhum".
    Senador Pedro Simon

    "A ilegalidade mais grave é a que se oculta sob a aparência de legitimidade. A violação maliciosa encobre os abusos de direito com a capa de virtual pureza".
    Caio Tácito

    Natal, ano novo, férias de janeiro. Nestas ocasiões normalmente não damos muita importância no que ocorre a nossa volta, inclusive no que sucede no cenário político. Talvez pensando nisso o presidente Fernando Henrique Cardoso editou a Medida Provisória (MP) 2.008-35 de 27 de dezembro de 2000, que em suas palavras visa unicamente coibir a ação de procuradores "exibicionistas", isto é, membros do Ministério Público (MP) que processam pessoas sabendo que elas são inocentes.
    Entendo que a principal finalidade desta autoritária Medida Provisória é atemorizar os procuradores da República que investigam atos ilícitos (crimes) praticados por pessoas próximas ao governo.
    Lembre-se das denúncias contra Eduardo Jorge (ex-assessor do presidente Fernando Henrique), dos gastos sem licitação na Feira de Hannover, da compra de votos dos deputados para que fosse aprovada a emenda permitindo a reeleição do presidente, e de tantos outros escândalos que difamam a imagem do governo no Brasil e no exterior. Ao comentar sobre o conteúdo desta Medida, o advogado e ex-ministro da Justiça SAULO RAMOS afirma que ela "criou, na mesma canetada, a figura de denunciação caluniosa, classificada como improbidade, para os agentes da defesa da ordem jurídica...".
    Analisando os aspectos legais da Medida, o procurador de justiça do Estado de São Paulo LUIZ ANTONIO GUIMARÃES MARREY sintetizou o que ela significa ao dizer que a mesma é inconstitucional porque ofende "os princípios constitucionais de moralidade, razoabilidade e urgência". Um tanto quanto mais radical, o deputado MILTON TEMER afirmou que esta MP é "uma espécie de habeas corpus preventivo para os corruptos de elevado coturno".
    As críticas que faço a esta Medida não significam que sou contra a punição dos procuradores que agirem com dolo ou fraude, isto é, de má fé para prejudicar terceiros, acontece que já existe em nosso ordenamento jurídico a Lei de Improbidade Administrativa e o Código Penal, sendo que esses diplomas legais já punem tais condutas, a responsabilidade do membro do MP é pessoal e ele pode ser condenado a ressarcir os prejuízos causados a parte.
    Concluindo, podemos sustentar que esta Medida Provisória é fruto de mais um dos devaneios autoritários do nosso presidente que insiste em reprimir aqueles que investigam seus atos e os atos de seus subordinados. Se a recém engavetada Lei da Mordaça foi uma investida contra o Ministério Público e à Constituição, esta Medida Provisória é sem dúvida alguma mais grave, visto que é um ataque sórdido e dissimulado a tais institutos, sendo que as conseqüências não recairão apenas sobre esta importante instituição chamada Ministério Público, mas também recairão sobre o Estado Democrático de Direito, pois mesmo após a reedição da Medida, ocorrida dia 26 de janeiro de 2001, que alterou seus elementos mais polêmicos, nunca se apagará tal depravação do maltratado ordenamento jurídico do país.
    Fonte: Escritório Online

    Editado(a) por TERROR DO NORDESTE

    ResponderExcluir
  13. Folha
    Depois de muito hesitar, a direção do PSDB decidiu incluir Fernando Henrique Cardoso na lista de oradores do megaevento programado para sábado (10).
    Concluiu-se o obvio: o silêncio a FHC viraria notícia instantânea. Iria às manchetes como algo mais relevante que o próprio discurso de Serra.
    Pior: calado, FHC se converteria em munição para Lula, o PT e a rival Dilma Rousseff.
    A cerimônia de sábado será o ato inaugural da campanha presidencial de Serra. Coisa concebida para aclamar o candidato.
    Além da tribo tucana, convidaram-se lideranças do DEM e do PPS, os dois partidos que já se juntaram à caravana de Serra.
    Inicialmente, previra-se que apenas quatro pessoas levariam os lábios ao microfone.
    Além de Serra, só os presidentes das três legendas: Sérgio Guerra (PSDB), Rodrigo Maia (DEM) e Roberto Freire (PPS).
    Provocado por repórter, há duas semanas, FHC dera-se por conformado. Dissera que, em eventos do gênero, o essencial é ouvir o discurso do candidato.

    Nos subterrâneos, porém, o ex-presidente ruminava seus rancores. Dizia que o partido hesitava em defender um legado do qual se orgulha.
    O PSDB poderia convidar o Arruda, se ele não estivesse preso. Afinal ele seria vice do Serra, Serra até disse "vote em um careca e leve dois". Ou pode convidar o Roriz que teve encontro com FHC para gentilmente oferecer palanque para o Serra. O Eduardo Azeredo réu no mensalão de MG não vai ser convidado, não vai falar nada? E a Yeda Crusius quase cassada no RS também estará presente, vai falar? Assistir FHC ao lado do Serra defendo as privatizações escusas, o caos econômico e social, o apagão, o desemprego recorde de seu trágico governo não tem preço.

    Editado(a) por Jussara Seixas

    ResponderExcluir
  14. >RAIZES > DILMA RESPONDE A ADVERSÁRIOS POLÍTICOS

    Sem citar, FHC ou José Serra que bateu o martelo nas piratizações tucanas, Dilma Rousseff respondeu aos que menosprezam a capacidade administrativa do atual governo.

    "Nós não fugimos da luta, não esmorecemos e não entregamos os pontos. Não pensem que nos atemorizam. Não somos daqueles que entregam o seu país, seu Estado, seus municípios", disse.

    "Diziam que o presidente Lula não saberia governar porque não tinha diploma universitário. Eles nunca entenderam que o presidente Lula tem diploma de Brasil, pós-graduação em democracia e é doutor em desenvolvimento econômico e social", discursou a ex-ministra na quadra da Escola de Samba Portela, em Madureira, na zona norte do Rio. Neste evento Dilma confirmou ainda ser possível eliminar a pobreza no Brasil "Nós descobrimos o modelo correto de desenvolvimento: crescimento com as pessoas podendo subir na vida", afirmou a pré-candidata.

    > RAIZES > DILMA DESMONTA O MICO TUCANO DE QUE EMPRESA PÚBLICA NÃO DÁ LUCRO E DEVE SER VENDIDA

    Durante encontro estadual do partido, no Rio de Janeiro, Dilma desmontou a tese de que empresas públicas não seriam bem administradas como pregavam os neoliberais tucanos - o que descobriu-se agora é que era incompetência, ou apenas uma desculpa para vender o patrimônio público nacional, um estado enxuto que acabou raquitico, com um povo idem.

    Dilma alertou da importância das empresas estatais lucrativas na época de crises internacionais ”Mostramos que empresas estatais valorizadas são capazes de ajudar no desenvolvimento do país. Tem uma história ótima do Banco do Brasil. Quando veio a crise só o Banco do Brasil investiu. Quando investiu na crise foi o que mais lucrou. Estamos mostrando que a empresas estatais são armas poderosas em tempos de crise”.


    ´´ABRAÇOS RAIZES rs rs ´´

    ResponderExcluir
  15. PT-RJ oficializa pré-candidaturas de Dilma, Lindberg e Cabral
    O encontro estadual do PT reuniu pelo menos três mil pessoas hoje na quadra da Portela, no Rio. O partido oficializou a minha pré-candidatura ao senado federal; a da ex-ministra Dilma Rousseff à presidência da república e a do governador Sérgio Cabral à reeleição. Foi uma bela festa. A militância nos recebeu com muito carinho. Fomos prestigiados por representantes dos partidos aliados como o ministro Carlos Lupi, do PDT; Ana Rocha, presidente estadual do PC do B; Alexandre Cardoso, presidente estadual do PSB; Márcio Fortes, ex-ministro da Integração e representante do PP; Carlos Minc (PT), ex-ministro do Meio Ambiente e ainda o prefeito do Rio, Eduardo Paes; Edson Santos, ex-ministro da Igualdade Racial e o atual ministro Eloi Ferreira; Nilcéia Freire; Jandira Feghali, do PC do B, além dos prefeitos, vereadores e lideranças do PT de todo o estado do Rio, entre tantos outros.
    por Lindberg Farias
    Dilma é estrela da festa na Portela.

    Logo ao chegar na quadra da Portela a ex-ministra Dilma Roussef recebeu homenagens das mulheres e uma especial da Dodô da Portela, antiga porta-bandeira e patrimônio da escola. Dilma distribuiu beijos, sorrisos e agradeceu o carinho das pessoas. Por isso fiz questão de saudar a todos os companheiros em nome dela, a futura presidente do Brasil. O Lula acertou em cheio ao escolher a ex-ministra para substituí-lo. Temos orgulho da história dela. Foi duramente torturada pelo regime militar, mas não perdeu a garra e continuou a luta. Dilma é a síntese de várias gerações, dos que foram às ruas, como os caras-pintadas. Não foi em vão que Lula a escolheu quatro vezes. Ele sabe das coisas, não jogaria todas as fichas na Dilma se ela não tivesse capacidade.
    domingo, 25 de abril de 2010
    Rio quer recuperar cadeira no Senado.
    Luiz Sérgio, presidente regional do PT, lembrou que as disputas internas foram acirradas e resumiu: “Elas serviram para amadurecer ainda mais o PT. Hoje temos um grande desafio: estamos unidos para eleger Cabral - governador, Dilma - presidente e Lindberg - senador”. Para o presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, a garra e o engajamento da militância e dos partidos aliados farão a diferença nessa eleição. “Elegemos o primeiro operário e agora vamos eleger a primeira mulher presidenta do Brasil. Quero ver de novo no senado um representante do PT do Rio. Como senador, o companheiro Lindberg ajudará Dilma a continuar mudando o Brasil”.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item