Itaguaí e o temporal

Moradores contabilizam prejuízos Uma verdadeira calamidade é o resultado das 14h de chuvas quase que ininterruptas que assolaram todo o es...

Moradores contabilizam prejuízos

Uma verdadeira calamidade é o resultado das 14h de chuvas quase que ininterruptas que assolaram todo o estado na segunda-feira (5). Em Itaguaí os efeitos negativos do temporal se espalharam por diferentes locais. A cidade amanheceu com boa parte dos bairros alagados. Muita gente não dormiu tentando salvar o que podia dentro de casa. O que se via pelas ruas eram moradores tentando salvar pertences que eram entulhados em algum canto seco. No Educandário Gabriel Ferraz, no Engenho, a água cobriu todo o pátio e chegou à sala dos professores. A diretora Mônica Ferraz disse que as aulas foram suspensas e que teve comprar uma bomba para retirar a água. “Não há como ter aulas, a água voltou pelo esgoto e inundou o pátio e até a sala dos professores”, contou.
A Rua João Rosa Gonzáles, também no Engenho, virou um mar. Ali os carros faziam onda ao passarem. “Toda vez que chove, enche. Desta vez foi pior”, lamentou a comerciante Cristiane Martins. “O esgoto voltou pelo ralo da minha loja de material de construção. Graças a Deus não tive tanto prejuízo, mas conheço pessoas que perderam tudo”, resignou-se Silvino de Moura Lopes. Para o aposentado Antonio Horst de Oliveira, as manilhas não deram vazão ao volume de água. “Essas manilhas são pequenas. Enquanto não trocarem, conviveremos com esse transtorno”, desabafou.
Além do Engenho, os bairros de Brisamar, Califórnia, Vila Geni, Ibirapitanga, Centro, Leandro e Chaperó sofreram com inundações. Em Piranema, várias propriedades às margens da Reta de Piranema (RJ-099) ficaram alagadas.
Em Brisamar, as Ruas Manoel Rodrigues Pereira, Amílcar Mourão, Ângela Abelane, 16 e 17, entre outras, também ficaram inundadas. Alguns moradores perderam tudo.
No Jardim América, um dos bairros mais afetados, em algumas ruas, a água chegou a mais de um metro. Muitos moradores tiveram que abandonar suas casas. Ainda na quarta-feira (7), os moradores do local precisaram se valer da solidariedade de pescadores da cidade, que mobilizaram suas embarcações nas operações de retirada de pessoas e objetos que ainda podiam ser aproveitados. “Perdi quase tudo, a vida é assim mesmo, o negócio é começar tudo de novo”, declarou a vendedora Adriana de Souza, uma das moradoras que teve a casa tomada pela enxurrada.
A Secretaria Municipal de Obras informou que está atuando na limpeza dos bueiros, rios na tentativa de amenizar o escoamento nas ruas que ficaram alagadas. O titular da pasta, Jack Fernandes dos Santos Júnior, disse ao ATUAL que o trabalho está se estendendo por todo o município. Segundo Jack, choveu na cidade, em apenas seis horas, 130 milímetros, o que é estimado para um mês de chuva. Ele acrescentou que a maré subiu 1,40 metro, o que dificultou o escoamento dos rios.
Sobre a interdição da ponte do rio Cação, o secretário disse que uma obra emergencial de reforço estrutural será feita no local. “Estamos esperando o nível da água no rio baixar para fazer o reparo na estrutura da ponte”, informou.

Sem entrada e sem saída

Não bastassem as chuvas que caíam sem cessar, o vento também concorreu para a queda de um eucalipto, por volta das 15h da terça-feira (6), fechando as duas pistas da Avenida Deputado Otávio Cabral, na entrada da cidade. No primeiro dia de chuva, uma das pistas da Avenida Prefeito Isoldackson Cruz de Brito (antiga RJ- 99), também foi interditada por causa de uma cratera que se abriu na cabeceira de uma das pontes do Rio Cação, na saída da cidade em direção aos municípios de Mangaratiba e Angra dos Reis.

Jornal Atual, 09 de abril de 2010.
Autor: WELINGTON CAMPOS

Postar um comentário

  1. Danilo Cabral de Aguiarsexta-feira, 09 abril, 2010

    Não vejo com bons olhos a recente expansão imobiliária, comerial e industrial rumo as terras baixas de Piranema. Para quem não notou, a área do novo Shopping, que está ainda na fase de terraplanagem, quase foi engolido pelas águas do Rio da Guarda, e olha que essa não foi a pior enchete que ví na vida aqui em Piranema (!).

    Noto ainda que já não é de hoje que o trecho entre o Rio da Guarda e o centro de Piranema está sendo alvo por parte de muitas corretoras de imóveis, estrategicamente, é lógico que as incorporadoras comprem agora os terrenos para daqui a alguns anos lotear e ganhar dezenas de vezes mais.

    Ocorre que essas terras são as mais baixas da região e anualmente estão sujeitas a imundações de até 1,5 metros (!), ou seja, são áreas destinadas a agricultura de áreas imundadas como o arroz e outros.

    JÁ ESTOU ATÉ VENDO EM 2020, TODA ESSA REGIÃO SENDO OCUPADAS POR INDUSTRIAS, COMÉRCIO E RESIDENCIAS...E ESTOU VENDO TAMBÉM O COLAPSO QUE SERÁ QUANDO NAS CHUVAS DE VERÃO FICARÁ COM TUDO ALAGADO E O ESTRAGO QUE ESSE DESASTRE CAUSARÁ A NOSSA CIDADE!

    ResponderExcluir
  2. ´´ola professor´´
    (vamos usar, o mini Aurélio)

    Aurélio Buarque deHolanda Ferreira

    inundações + inundadas + enchente
    + comercial !!!´






    ´´pode virar,C-----A´´rs

    ResponderExcluir
  3. Danilo Cabral de Aguiarsábado, 10 abril, 2010

    (Sr. Raízes, pelo que estou vendo, os meus erros de digitação não estão impedindo o entendimento do leitor...aconselho a você que faça seus comentários em cima de meus argumentos e não do modo que estou digitando! Porém, estou tomando a seguinte postura a partir de agora. Não irei mais citar o nome de vocês e nem comentar o que vocês escrevem. É melhor pra mim se preocupar em comentar sobre as matérias postadas do que ficar todo o dia discutindo com vocês se a garrafa está meio cheia ou meia vazia!)

    ResponderExcluir
  4. Danilo Cabral de Aguiarsábado, 10 abril, 2010

    Sobre a situação das enchentes de que Itaguaí está enfrentando, destaco o fato de que a nossa cidade desde 1990/1991 possui um Plano Diretor (Lei de Zoneamento da Cidade). Tive há uns 5 anos a oportunidade de ver esse plano e percebi que hoje (2010), o plano diretor de Itaguaí ou foi para o espaço ou foi pro lixo (!).

    2 exemplos que notei naquele plano e as diferenças atuais:

    * Terras de Piranema / Valinha /Santa Rosa e até Chaperó

    Plano Diretor (1990/1991)
    Agricultura / Área rural
    Motivo: Terras Baixas alagáveis

    Hoje (2010)
    Comercial / Industrial / Residencial.
    Efeitos: Especulação imobiliária desenfreada, muitas vezes incentivadas pelo próprio poder municipal.

    * Mangueira / 18 de Dezembro

    Plano Diretor (1990/1991)
    Distrito Industrial
    Motivo: Proximidade com a BR-101

    Hoje (2010)
    Residencial (precário), Industrial (precário) e o Lixão Municipal.
    Efeitos: A precariedade geográfica da instalação de um lixão ao lado de um distrito industrial e residencial e o perigo de instalar um lixão ao lado de um rio (Rio Piloto), que desagua na Baía de Sepetiba.

    ResponderExcluir
  5. Bravo Danilo!!!

    Por todos os comentários.

    Já o Sr. Raízes... não nega sua procedência.

    Que comentário ridículo!
    Não saber identificar entre erros de grafia e de digitação.Deveria corrigir os erros de português do Presidente apedeuta que ele tanto admira.

    Alguém que elege e idolatra um analfabeto como Presidente não tem direito de corrigir ninguém.

    Raízes, se você não for tão preguiçoso quanto o seu presidente, leia o livro: Dicionário Lula - Ali Kamel.

    Nele você vai encontra um verdadeiro terrorismo à nossa língua, cometido você sabe por quem né...rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. domingo, 4 de abril de 2010

    Um levantamento da agência Young & Rubicam indica que a força do nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva perde apenas para o de Ayrton Senna - tricampeão mundial de Fórmula 1 morto em 1994 - em um ranking de celebridades. A pesquisa utiliza dados de 2009 e foi feita para uso interno para que a agência defina as suas campanhas publicitárias. O levantamento aponta ainda que Lula está a frente de famosos como o jogador Ronaldo, a apresentadora Ana Maria Braga e a atriz Fernanda Montenegro. As informações são da coluna Outro Canal, do jornal Folha de S.Paulo.

    Segundo a reportagem, foram 3 mil questionários nos quais os entrevistados davam notas para 98 celebridades escolhidas pela agência. Entre os quesitos, estavam liderança, inteligência, glamour, estilo, polidez, confiabilidade, autenticidade e saúde - Lula teve as notas mais altas em inteligência e liderança. Ainda estavam na pesquisa os nomes dos pré-candidatos à Presidência da República Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), além do também tucano Aécio Neves, que, de acordo com o jornal, disputaram em pé de igualdade com Silvio Santos, Xuxa, Tony Ramos e Susana Vieira.



    estou com a coroa,rumo ao planalto

    ResponderExcluir
  7. SÃO PAULO, 8 de abril (Reuters)
    - As exportações do agronegócio do Brasil atingiram US$ 6,011 bilhões em março, recorde para o terceiro mês do ano e alta de 25,5% em relação ao mesmo período de 2009, informou nesta quinta-feira o Ministério da Agricultura.
    Inflação oficial medida pelo IPCA desacelera, mas é a maior desde 2005FGTS tem captação recorde de R$ 3,75 bilhões no 1º trimestreArrecadação das loterias da Caixa cresce 30% no 1º trimestre
    O valor alcançado no primeiro trimestre também é recorde para o período -entre janeiro e março de 2010, as exportações totalizaram US$ 14,490 bilhões, crescimento 15% em relação ao valor exportado na mesma época do ano passado. De acordo com comunicado do ministério, a alta em março foi impulsionada pelo incremento dos embarques de, entre outros produtos, complexo soja (18,3%), complexo sucroalcooleiro (48%), carnes (24,8%) e café (26,2%).
    Com isso, o superavit da balança comercial do setor em março alcançou US$ 4,872 bilhões. O ministério destacou que a receita de exportação de carne bovina in natura continua retomando crescimento e em março foi 25,2% maior, passando de US$ 234 milhões para US$ 293 milhões em março deste ano, apesar de redução de 2,4% na quantidade embarcada. As vendas totais das carnes aumentaram 24,8%, passando de US$ 914 milhões em março de 2009 para US$ 1,14 no mesmo período deste ano. Já o complexo soja teve crescimento de 18,3%, somando US$ 1,622 bilhão. O valor das exportações do complexo sucroalcooleiro cresceu 48%, passando de US$ 478 milhões para US$ 707 milhões. (Por Camila Moreira, Edição de Alexandre Caverni)




    ´´ BRASIL UM PAIS DE TODOS!!!´´

    ResponderExcluir
  8. Venho aqui, mesmo não sendo charlista, parabenizar a Prefeitura de Itaguaí por ter preparado a cidade para encarar esse temporal.

    Pelas análises da história da cidade, já estava na época mesmo de acontecer um temporal nessas proporções, assim como em 1966, 1988 e 1996.

    Mas ao menos dessa vez o estrago não foi tão grande. Percebi que houve uma preocupação anterior com isso, diferente dos casos anteriores.

    Quando for para criticar estarei aqui mas não sou um injusto que só sabe falar mal. Sei elogiar também.

    Mas não é por isso que a Prefeitura não deva se ocupar em ajudar e reparar os danos causados pela chuva, nos bairros apontados pelo texto do Jornal Atual.

    ResponderExcluir
  9. Itaguaí e temporal?
    Essa é a questão, Itaguaí melhorou muito em alguns aspecto,mais precisa de damelhorar a sua infraestrutura pluvial,r um exemplo o bairro do engenho, sendo uns dos maiores bairros do municipio, e que tem uma rede pluvial e de esgoto separado que essa rede não funciona mais, e os moradores teve que cavar as ruas e ligar o esgoto na rede pluvial anos atras e por necessidades, e sua rede pluvial tem um manilhamento com diametro grande, mais o que acontece por exemplo nesse bairro é falta de manutenção na rede pluvial e o alargamento do valão que fica entre as rua 17 e 18 que vai até ao Hiper Guanabara aonde foi alargado; que serve para colher a água toda deste bairro e outros bairros, os orgão competentes precisar com urgência tomar alguma providencia pois não adianta alarga somente no centro e fazer as coisas para classes A e a classe B, C e D. ver valao cheio de mato casas em cima dele e etc... Não é só o temporal que teve que alagou as casas tem moradores sofrendo desde dezembro de 2009 com alagamentos nos quintais, rua e casas. Vem o caminhao e tira a água reprezada, mais torna chuver volta alagar denovo. Isso é prova pois moradores tem até protocolos pedindo desotupimentos das manilhas desde de dezembro; Os municípes de bairro merece repeito e um olhar melhor de nossa autoridades do município. Realmete choveu muito 05/04/2010, mais não foi só essa chuva as anteriores com chuva media mesmo assim a água demora a escoar das casas. de alguns anos para cá com a ocupação dos terrenos estão perdendo sua absorvisão natural , perdendo para moradias, e as águas tende ir para as manilhas, corregos etc. Hoje se vc ver quaser não tem terrenos baldios no bairro do Engenho, devido o crescimento da cidade, e me parece que nada está sendo feito para melhorar a infraestrutura da rede pluvial deste bairro. e se continuar assim ano que vem ou esse ano os moradores nadarão e sofrerão novamentes por qualquer chuva de média intensidade que vier. EXM. Prefeito se não tiver connhecimento destes acontecimentos. Esperamos pelas nossas autoridades, pois eles foram eleitos pelo povo. E acredito na informação e esse blog é uma forma da população expor sua opnião e esclarecer o que acontecer no município de Itaguaí.

    Parabéns ao blog!

    Esperamos resposta convicentes dos governantes da nossa cidade "Itaguaí".

    ResponderExcluir
  10. Prof. Danilo, como ter acesso ao Plano Diretor de Itaguai? Não consegui pelo site da prefeitura nem em sites de busca. Tem como disponibilizar?

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item