Sessão da Câmara de Vereadores de Itaguaí - 27/04/2010

Violência que preocupa Estudo que a ponta Itaguaí como a cidade mais violenta do estado é tema de debate no Legislativo Numa sessão que s...

Violência que preocupa

Estudo que a ponta Itaguaí como a cidade mais violenta do estado é tema de debate no Legislativo


Numa sessão que se distinguiu pela objetividade, a Câmara Municipal de Itaguaí cumpriu função praticamente protocolar, na terça-feira (27), sob o comando do vereador Nisan Cesar, vice-presidente da casa. Coube ao próprio Nisan protagonizar os momentos de maior euforia durante a sessão, ao conclamar os colegas a participar de uma cruzada contra a violência na cidade.

Amparado em números de uma reportagem de jornal, o vereador referiu-se ao fato de a cidade amargar a incômoda colocação de cidade mais violenta do estado. O vereador citou ainda o documento “Mapa da Violência 2010, em que a cidade figura como a 15ª em número de homicídios, entre os anos de 2003 e 2007. “Precisamos fazer um tratamento de choque nessa cidade. É preciso fazer alguma coisa. O governador Sérgio Cabral não manda policiamento para cá, mas junto com o Eduardo Paes, quer jogar lixo em Seropédica”, discursou.

A afirmação de Nisan não mereceu aprovação de todos. “É preciso contestar esses números. Há bairros aqui em que se dorme de janela aberta. Não vemos toda a essa violência que consta nesses números. Temos que ver o que há por trás disso”, disse o vereador Tony Coelho.

Luta contra lixão exaltada

Durante a sessão de terça-feira, o vereador Nisan aproveitou para entregar ao colega Maximiliano Goulart de Souza, de Seropédica, uma Moção de Congratulações e Elogios pela sua luta contra a instalação de um aterro sanitário na cidade. A proposta, combatida com veemência, é motivo de muita polêmica, contrapondo opiniões de técnicos com a de políticos. Um contrato patrocinado pela Prefeitura do Rio estabelece que Seropédica passaria a receber toneladas de lixo da capital, proposta bombardeada principalmente pelo próprio Max Goulart e os colegas Maria José Sales e Valtinho do Frigodutra.

Jornal Atual, 30 de abril de 2010.
Autor: Renato Reis

Notícias Relacionadas

Sessões da Câmara 8722762376483241250

Postar um comentário

  1. Danilo Cabral de Aguiarsexta-feira, 30 abril, 2010

    Algumas coisas merecem uma postura firme dos políticos locais.

    1) Com a criação das UPP's na capital e a implementação de ações de policiamento permanentedo Rio de Janeiro, OS BANDIDOS estão migrando para cidades próximas, PRINCIPALMENTE para bairros periféricos de Itaguaí e Seropédica (KM 42-39, Piranema, Chaperó, Engenho, Estrela do Céu, Brizamar e assim por diante.

    2) O governo estadual defendendo os interesses da Capital, menospreza os interesses dos outros municípios, o Governador Sérgio Cabral quer implantar um "megalixão" em Piranema apenas para tirar da "cidade maravilhosa" a parte que não lhe interessa!

    3) Estranhamente, uma cidade da grandeza de Itaguaí não tem um batalhão da PM! Todos os DPO's daqui são hierarquicamente submetidos a Santa Cruz (18 KM de distância), e já há projeto para transferir a jurisdição "de volta ao Batalhão de Queimados (36 KM de distância), assim, Itaguaí virou "zona" franca para bandidagem carioca.

    4) Quanto ao Lixão, estou feliz por saber que existem políticos em Seropédica que tem honra, não são vendidos, não são "maria vai com as outras", não são "lambe-s..o" do executivo de plantão da prefeitura, sabe do mal que um lixão localizado no meio dos municípios fará o valor das terras despencarem, imagine o fedor do lixo chegando ao centro de Seropédica ou ao Centro de Itaguaí (?), parece mentira, mais se o projeto for adiante, o novo lixão será 10 Vezes maior que o de Gramacho, é tão grande que seu topo poderá ser visto do viaduto dos Cabritos em Campo Grande!

    ResponderExcluir
  2. Tony Coelho poderia alugar uma casa em um outro bairro, que não seja a Ilha da Madeira, e dormir de janelas abertas...Que tal??

    ResponderExcluir
  3. O problema da segurança é generalizado, em todo país assistimos a falência do sistema de segurança.

    Hoje não sabemos mais quem é a autoridade e quem é o bandido.

    No caso de Itaguaí, a vergonha é total, se a polícia prendesse tanto bandido quanto prende motos, Itaguaí seria uma referência de cidade mais tranqüila do Brasil.

    Todo dia parece uma loucura, são viaturas com reboques pra lá e pra cá, são polícias como leões atrás de suas presas(motoqueiros).

    E quem são esses motoqueiros? são bandidos? são traficantes? Não. a maioria são pessoas de bem que por motivos óbvios(alto valor cobrado dos impostos), não conseguem regularizar esses veículo.

    Os nosso Vereadores deveriam fazer uma pesquisa: quantas motos são apreendidas todos os dias e quantos assaltantes, traficantes, estupradores são presos todos os dias.

    Não sou advogado dos motociclistas irregulares, eu só acho que um motociclista com a documentação,dele ou da moto, irregular, são menos ou nada perigosos para sociedade.

    A CECTRAN(criada no governo Sagário e mantida pelo governo Charlinho), não tem mais espaço para abrigar todas as motos que são apreendidas todos os dias, já alugaram mais um galpão só para isso. Infelizmente não vemos isso acontecer na nossa delegacia.

    E com isso não conseguem nem diminuir o roubo de veículos no nosso Município.Este mês, ao renovar o seguro do meu carro, tomei um susto!meu seguro aumentou em 44%, adivinhem por quê? é isso mesmo! O índice de roubo foi enorme no ultimo ano.

    Tudo isso graças "A grande atuação da nossa polícia militar".
    (nem 5% das motos apreendidas roubadas).

    Deve ser motivo de muito orgulho: colocar a moto de um trabalhador, que não pôde quitar o seus impostos(que são um absurdo de caros), em cima de um reboque e jogar no pátio da CECTRAN, tendo a certeza que se ele não pôde pagar seu IPVA, também não vai conseguir pagar as diárias,multas e regularizar o sue veículo; ou seja, vai perder o seu bem.

    Pronto! Menos um motoqueiro irregular nas ruas! A sociedade agora poderá dormir mais tranqüila!

    E ainda querem que aprove a PEC 300...por mim não aprovariam nunca!

    Façam por merecer!!!

    **Pra quem me conhece, já vai saber quem fez este comentário, mas como eu confio tanto na nossa polícia militar, não vou assinar o meu nome...é melhor prevenir e ficar no anonimato...rs****

    ResponderExcluir
  4. Danilo Cabral de Aguiarsábado, 01 maio, 2010

    Você falou sobre a PEC 300! Quem não é militar estadual, ou seja, Bombeiro ou PM, sabe do bem que será a PEC 300 para as corporações militares, tanto ativos como aposentados. Quem é contra a PEC 300, é a favor da prostituição e corrupção policial!

    Um PM ou Bombeiro (soldado) do Distrito Federal quando entra na corporação ganha R$ 4.800, enquanto no RJ ganha R$ 900,00 e no estado de Roraima ganha R$ 700,00!

    Com a PEC 300, todos os militares estaduais (PM's e BM's) terão o piso do DF como base nacional.

    Assim, o PM/BM receberá um salário digno que o afaste da prostituição policial, de bicos extras e de outros males que a família de um PM tem que passar!

    Quém é a contra a PEC 300, como o Sr. Anonimo, é a favor da corrupção policial! E por consequencia, quem é a favor da corrupção policial pra mim é BANDIDO!

    ResponderExcluir
  5. "Os poderosos podem matar uma, duas, até três rosas, mas nunca deterão a primavera."

    "No momento em que for necessário, estarei disposto a entregar a minha vida pela liberdade de qualquer um dos países da América Latina, sem pedir nada a ninguém…” Che Guevara

    ResponderExcluir
  6. Fala, mano! É o seguinte: Bandido é mais uma coisa que us mano da quebrada gosta, tá ligado, véio?
    Então, não estraga este artigo não, porque vai dar em treta, manô!!!

    ResponderExcluir
  7. Um salário justo no Brasil, para qualquer que seja o profissional, não significa que faça dele uma pessoa honesta. Pois se fosse assim não teria-mos: políticos, juízes, desembargadores e grandes executivos na iniciativa privada, envolvidos em corrupção.

    Se salário fizesse alguém ser honesto ou desonesto, os aposentados e pensionistas do INSS seriam todos "batedores de carteiras".

    E pelo que eu sei, a polícia do Distrito Federal, não é nenhum exemplo de eficiência; ao contrário, a violência lá é recorde.

    Precisamos de bons policiais, em todo o Brasil. No caso do Rio de Janeiro,salvo os Bombeiros, não acredito que a polícia militar faça por onde ganhar mais de 1 salário mínimo, pois se ganhassem 10 continuariam prestando o mesmo des-serviço.O problema é de decência,digo: falta dela.

    Ninguém faz um concurso para polícia sem estar ciente do seu salário, mas a maioria sabe como faz esse salário se multiplicar; logo meu amigo, quem é bandido nessa história? Você acha quem alguém tem coragem de ingressar na polícia militar, para trocar tiros com bandido, para ganhar apenas 900,00?

    Ou você é muito inocente ou esta defendendo causa própria.

    Um abraço!

    ***continuo anônimo***

    ResponderExcluir
  8. Danilo Cabral de Aguiardomingo, 02 maio, 2010

    Será que existem pessoas sérias e cidadãs contra a PEC 300?

    Será que é injusto que nossos policiais e bombeiros tenham um salário mais digno?

    Será que nossos policiais e bombeiros devem ser condenados a fazer um "bico" por fora, correndo riscos, para complementar o salário(pois ele é baixo)?

    Justificar dizendo que "o salário médio brasileiro é baixo (blablabla...)" e "que quando faz-se o concurso, já é sabido do salário..." não é desculpa para não apoiar uma classe tão discriminada!

    Policiais e Bombeiros tem que ganhar bem! Para melhor cuidar de suas famílias! E por consequencia, melhor servir a sociedade!

    Quem é contra a PEC300, se indentifique, pois o anonimato é prova cabal de quem não tem credibilidade!

    ResponderExcluir
  9. Confronto com a PM

    Durante a votação do projeto, na terça-feira (8), professores entraram em confronto com policiais militares que faziam a segurança da assembleia. Depois da passeata, que saiu da Candelária e foi até a porta da Alerj, policiais jogaram bombas de gás lacrimogêneo e gás de pimenta. Oito pessoas foram feridas, algumas atendidas no departamento médico da Alerj e outras encaminhadas ao Hospital Souza Aguiar.

    fonte: g1


    ´´e bla bla bla !!!´´

    ResponderExcluir
  10. Caio de Menezes, Jornal do Brasil

    Rio - As escadarias da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e parte da Avenida 1º de Março viraram terça-feira um campo de batalha. De um lado, a Polícia Militar e o Batalhão de Choque; do outro, professores que faziam manifestação por melhores salários e plano de carreira.

    O tumulto teve início quando, durante a concentração dos manifestantes, um deles teria desacatado um Guarda Municipal. PMs tentaram prender o homem, identificado como “Paulão”, mas foram impedidos pelos colegas do acusado. Acuado pela multidão, um dos policiais sacou a arma. Outros usaram gases e bombas de efeito moral. Em seguida, entrou em ação a tropa de choque, que, com balas de borracha e mais bombas, controlou a situação. O homem foi detido e encaminhado à 5ª DP (Mem de Sá). A operação policial foi coordenada pela comandante do 13º batalhão, tenente-coronel Edite Bonfadine.

    De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe), oito pessoas foram feridas durante o confronto, sendo quatro alunos e dois professores da rede estadual, além de dois fotógrafos que faziam a cobertura da manifestação. A Alerj informou que fez dez atendimentos em seu centro médico e que cinco professores foram encaminhadas para o Hospital Souza Aguiar, feridos por estilhaços.

    Durante a confusão, alguns deputados tentaram impedir que o conflito continuasse, “no sentido de não tratar os manifestantes com violência”!!!

    ResponderExcluir
  11. Calma Danilo!, eu sou mais conhecido do que você imagina.

    Você está indignado por nada, pois quando eu falo da PEC 300, estou falando em relação à boa parte da polícia, não estou generalizando; e muito menos falo sobre os Bombeiros, que tem por mim, e acredito que pela maioria dos cidadãos, o maior respeito.Pois esses servidores são exemplos, verdadeiros heróis.

    Os bombeiros prestam um BELO serviço e são tão mal remunerados quanto os polícias, e em por isso você houve falar em: Bombeiros expulsos da Corporação.

    No RIO, só na gestão do Beltrame(Secretário de Segurança Estadual), já foram expulsos 300 PMS e tem mais 200 em processo de expulsão; e nos últimos 5 anos já somam 1.115. Tá entendendo agora?

    E com relação aos "bicos": pô Danilo, você acha justifica um policial prestar serviço(fazer bico), ao jogo do bicho, a máfia dos caça-niqueis, trafico de drogas, gato-net, milícias, máfia das vans, ferro-velho(desmanche)...enfim todo tipo de contravenção, por seus baixos salários. São esse policiais que acho que não merece um salário digno.

    Volto a dizer:

    Não é um bom salário que faz um profissional.

    Um bom profissional é que faz um bom salário.

    Um abraço amigão!!!

    Nós poDEMos mais!!!

    ResponderExcluir
  12. Tony Coelho,gostaria muito de saber quais são esses bairros, aqui no centro que não é né, em pleno domingo andando de manha na rua encontro uma poça de sangue, numa rua atras da delegacia proximo ao colegio Teotonio. Essa é a realidade de nossa cidade, marcada pela violencia, pelo abandono, sem nenhum projeto social visando melhorar o cidadão. Parece que os nossos governantes estão preocupados só com a "aparencia da Cidade".
    Vamos, lá temos que pensar, arranjar algum jeito de melhorar nossa cidade.
    Deus nos abençoe

    ResponderExcluir
  13. Você, carioca da gema, ou fluminense com certeza já ouviu falar no viaduto dos cabritos, mas porque dos cabritos!?

    A questão não é porque usaram os cabritos…

    Você vai entender agora, se prepare!

    O viaduto na verdade se chama, Viaduto ´´OSCAR BRITO´´, mas como bons cariocas, no vai e vem do dia-a-dia nego falava

    “Vamo passa no viadutoscarbrito, viadutodoscarbrito” e acabou que com o tempo, esse velho viaduto, virou viaduto dos cabritos!

    Agora tu me diz, o tal do´´arquiteto Oscar Brito´´ tem um trabalhão pra idealizar, pra construir o trevo e do viaduto, pra nego não falar o nome dele, e falar cabrito! Aí PROFESSOR, leva a mal não, mas se não fosse seu viaduto, ia ficar legal!!!

    Então é isso gente, até a próxima!

    ResponderExcluir
  14. Danilo Cabral de Aguiarterça-feira, 04 maio, 2010

    O viaduto foi inaugurado em 1973 (!), porém, não houve inauguração formal, placa indicativa - por exemplo, mas já tinha nome - Oscar Brito, porém, de boca em boca, virou "dos Cabritos", até na mídia impressa e televisiva usa-se essa referência, posso citar centenas de documentos oficiais do estado/município tratando aquele viaduto como "dos Cabritos".

    Melhor exemplo é a linha "Nova Iguaçu - viaduto dos Cabritos" antigamente operada pela Glória/Ponte Coberta, com registro no Detro e tudo mais...

    Somente em 2005, a prefeitura do Rio de Janeiro colocou aquelas 4 placas fazendo justa retificação histórica, porém, com 27 anos de atrazo (!), acredito, que a essa altura do "campeonato", era melhor oficializar mesmo "dos Cabritos" e homenagear o nobre arquiteto em outra obra. O povo quando quer chamar algo, chama do que quizer, ex: Passarela do samba - Sambódromo! / Estádio Mario Filho - Maracanã / Palácio dos Despachos (DF) - Alvorada e assim por diante, e até mesmo em nossa cidade por anos a Viação Itaguaí foi chamada pelos seus moradores de Amarelinho...

    ResponderExcluir
  15. Sr Vereador Toni Coelho,

    Já sabe quer moramos perto. Aqui na favela onde moro (favela pois ainda está com esgoto a céu aberto correndo pelo meio da rua), o bicho tá pegando.

    Há alguns anos, eu chegava da Rural as 23h40min e até mais tarde, e nada de perigo. Hoje, quando chego do trabalho as 21h,já ficam todos preocupados.

    Dia desses, num tiroteio, morreram 2 jovens por aqui, fora os de outros dias.

    Gostaria de dizer, portanto, que aqui pelo menos tá dificil. Na favela onde moro e o senhor sabe onde fica, os dados dessa pesquisa estão mais do que certos e até me arrisco a questioná-la, como fez o senhor, mas faria sob outro ponto de vista: ACHO QUE AQUI NA FAVELA, OS NÚMEROS SÃO MAIORES QUE NESSA PESQUISA.

    Minha solução para esse problema, está na sua área: ESPORTE. Os jovens aqui da favela, depois que saem da escola, não tem nada para fazer. Na minha infância, eu jogava bola no campo de perto da minha casa. Mas esse jovens, não tem atividades para fazer devido a falta de campo ou praça. Nesse sentido só pode ser usado aquele velho ditado: "Mente vazia é a oficina do Diabo."

    Esporte pode ser uma solução. O que o senhor acha disso tudo?

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item