Sessão da Câmara de Vereadores de Itaguaí: 22/06/2010 - Segundo Jornal Atual

Vereadores criticam siderúrgica por não enviar explicações sobre medidas compensatórias para a cidade Na semana em que a Siderúrgica Thyss...

Vereadores criticam siderúrgica por não enviar explicações sobre medidas compensatórias para a cidade

Na semana em que a Siderúrgica ThyssenKrupp fez festa para comemorar um antecipado início da produção das chapas de aço, a empresa foi alvo de pesadas críticas na Câmara Municipal de Itaguaí, por se negar a responder a questionamentos enviados pelo Legislativo. “Tem me incomodado o silêncio do Grupo Thyssen acerca dos ofícios enviados por essa casa sobre as contrapartidas, já que Itaguaí é o centro urbano mais próximo do empreendimento, há cinco quilômetros”, discursou o vereador Nisan Cesar.

A firmeza de Nisan acabou quebrando o clima de descontração que até aquele instante reinava na sessão da terça-feira (22). Criticando a empresa pelo fato de ela ter anunciado contrapartidas através da imprensa, Nisan teve suas argumentações reforçadas ao receber, durante a própria sessão, um ofício resposta da Procuradoria da Prefeitura de Itaguaí, informando desconhecer a existência de contrapartidas. Foi o suficiente para ele subir o tom, criticando várias posições da empresa. “Tudo o que estamos sofrendo é fruto de uma política permissiva do Governo Federal. Fica claro que a ordem vem de cima, do presidente Lula”, emendou o vereador Carlos Kifer.

Os questionamentos que se seguiram colocaram em xeque a existência do convênio entre a ThyssenKrupp e a Prefeitura de Itaguaí, dúvida sanada pelo vereador Carlos Kifer ao exibir uma cópia do documento. Mesmo assim, persistiu a incerteza sobre o cumprimento do acordo. “A prefeitura ratifica que não houve investimentos”, sustentou Nisan, referindo ao ofício que recebera. “Não vi nada no documento que se referisse à qualidade do ar”, emendou Vicente Rocha, reforçando a tese dos colegas, de que a Câmara Municipal deve ser informada sobre o sistema de monitoramento do ar adotado pela siderúrgica. Com isso, os vereadores decidiram convocar uma Audiência Pública, com a participação de representantes de todas as grandes empresas com empreendimentos na cidade, para cobrar explicações. A data, no entanto, não foi definida.

Polêmica sobre divisa volta à pauta

Inspirado na consultoria que deu ao ATUAL sobre os limites da município, para a produção de uma reportagem, o vereador Carlos Kifer aproveitou a sessão para reacender a polêmica em torno da divisa com a cidade de Seropédica. Dessa vez, o parlamentar se baseou em dados do Departamento Nacional de Produção Mineral, que considera a área em questão como território itaguaiense. Kifer lembrou aos colegas que há três escolas municipais, o escritório da Emater e a Administração de Piranema de Itaguaí na região alvo da disputa. Ele convocou os vereadores a cobrarem do governador Sérgio Cabral uma posição sobre o assunto, durante a inauguração da UPA de Itaguaí, prevista para o próximo dia 1º.

Jornal Atual, 25 de junho de 2010.

Notícias Relacionadas

Sessões da Câmara 373802083776265212

Postar um comentário

  1. a saúde de Itaguaí um caos, llx e pedreira destruindo a Ilha da Madeira, mendigos dominando o centro de Itaguaí, Beltrame e Cabral lesando a cidade e OS VEREADORES EM CLIMA DE DESCONTRAÇÃO? andaram dizendo que cabia a eles fiscalizarem as coisas da cidade e propor leis que melhorem algo. só vejo leis do charlinho sendo enviadas para serem votadas mas cadê a dos nossos vereadores? eles só devem votar? não tem que criar?

    ResponderExcluir
  2. Não gosto quando existe uma crítica sem fundamento. A população pode até criticar, mas precisa estar fundamentada em alguma coisa. MCCE não sabe que tem vereadores que propoe leis? não são todos, mas tem os que fazem a sua parte e sua função sim. É URGENTE que a população passe a ter o hábito de frequentar as sessões.

    ResponderExcluir
  3. É, fico preoculpado quando venho o Profesor Fabiano publicando relatórios da Câmara Municipal neste blog...e não é de hoje que vejo frases do tipo: "em clima de descontração..." ou "...uma reunião descontraída".

    Fico me perguntando, será que as coisas na cidade está tão boa assim, para os nossos vereadores estarem literalmente rindo a toa!

    * Os Funcionários públicos da nossa cidade estão urgentemente precisando de valorização. (E quando falo de valorização, estou dizendo a palavra SALÁRIO).

    * As empresas do porto até agora estão boicotando a cidade em todos os sentidos, contratando gente de fora - principalemnte.

    * As obras do PAC, igualmente, as empreiteiras com mão-de-obra fora da cidade.

    * A Eletrobrás inutilizando áreas agricultáveis, ESPULSANDO AGRICULTORES DE PIRANEMA em nome da extenção da rede aérea da CSA.

    * A única coisa que essas empresas (Porto LLX, CSA...) estão trazendo para a cidade são Mendingos, prostitutas, traficantes, ladrões, casas de prostituição, mendingos, sem-tetos, quadrilhas de assalto a mão armada...

    E OS NOSSOS VEREADORES ESTÃO DESCONTRAÍDOS, ESTÃO LITERAMENTE RINDO A TOA!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item