UOL e Folha sabatinam Serra na próxima segunda; envie perguntas em vídeo

Na próxima segunda-feira (21), às 11h , o UOL e a Folha de S.Paulo sabatinam o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, dando continuida...

Na próxima segunda-feira (21), às 11h, o UOL e a Folha de S.Paulo sabatinam o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, dando continuidade à série de encontros com os presidenciáveis.

Serra vai responder a perguntas de jornalistas, da plateia e de internautas. Para enviar suas perguntas aos sabatinados, clique aqui.

Postar um comentário

  1. ´´CHÉ via 13´´quarta-feira, 23 junho, 2010

    ´´Super-exposição de Serra na TV fez sua rejeição aumentar de 25% para 30%´´
    A pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje captou o efeito da super-exposição de José Serra em programas eleitorais na TV, inclusive "alugando" o horário partidário do DEMos e do PPS. É provável que a exposição de Serra, computando o 3 partidos (PSDB, DEMos e PPS) lhe deu mais do dobro (talvez o triplo) da exposição na TV, este ano, do que teve Dilma Rousseff. E essa exposição de Serra foi concentrada neste último mês. Por isso, o normal deveria ser ele subir nas pesquisas, pelo menos algo em torno de 3%, e diminuir a rejeição. Mas aconteceu o contrário. Além do demo-tucano ter caído nas pesquisas, sua rejeição aumentou de 25% para 30%. É isso que dá, em vez de acordar cedo e trabalhar na elaboração de um programa de governo para o Brasil, ficar até alta madrugada conspirando para inventar "dossiês" que não existem, apenas para tentar encobrir notícias de seu passado.
    Rejeição dos candidatos na pesquisa CNI/Ibope: José Serra: 30% (tinha 25% na última pesquisa divulgada em março) - Marina Silva: 29% (tinha 31%) - Dilma Rousseff (PT): 23% (tinha 27%) - Em tempo: quando José Serra aparecer ao lado de Roberto Jefferson, no programa "alugado" do PTB, vamos ver quantos pontos a mais ele cairá. Por Zé Luiz

    ResponderExcluir
  2. ´´Os ausentes no “velório”
    Já o serviçal PPS, segundo uma notinha do jornal O Globo, “desistiu do alinhamento automático ao PSDB e ao DEM. Essa era a vontade de seu presidente, Roberto Freire. Mas foram liberadas as alianças com os partidos governistas. O partido concluiu que isso comprometia a reeleição de oito de seus 23 deputados federais”. Em vários estados, candidatos da oposição de direita devem confeccionar materiais de campanha sem citar o nome e o número do presidenciável do PSDB.

    Diante da popularidade recorde do presidente Lula e do robusto crescimento de Dilma Rousseff nas pesquisas, parece que alguns tucanos, demos e outras tranqueiras resolveram se distanciar do contagioso José Serra. “É sempre bom lembrar que ninguém é obrigado a acompanhar velório”, resume o senador Demóstenes Torres, do DEM de Goiás.
    .

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item