KADAFI E OS KADAFINHOS - Texto do Pastor Aramis

Nota do Blog Política de Itaguaí: entenda melhor o que acontece na Líbia e quem é Muamar Kadafi. Palavra do Pastor: DE 18 À 24 DE MARÇO ...

Nota do Blog Política de Itaguaí: entenda melhor o que acontece na Líbia e quem é Muamar Kadafi.

Palavra do Pastor: DE 18 À 24 DE MARÇO DE 2011 (ED. 90)

Muamar Kadafi o ditador da Líbia está matando o seu próprio povo para se manter no poder, ele se acha dono daquele país, tem bilhões de dólares guardados que são frutos da roubalheira de mais de trinta anos. Kadafi é um psicopata, ele está contratando com o dinheiro roubado do povo, mercenários de outros países para matar aqueles que discordam da sua maneira de governar.

Kadafi usurpa toda a riqueza do país, ele ignora o grito de mudança da população, ele os trata de forma desumana. Kadafi é um péssimo exemplo de homem público. Lendo sobre esse ditador percebi que exercendo o poder no Brasil existem inúmeros kadafinhos, aqui em Itaguaí temos um, ele está agarrado ao poder quase dezesseis anos, ficou milionário com o dinheiro do povo, administra o bem público como se fosse seu, faz do erário a sua empresa privada, acredita cegamente na impunidade, ignora as necessidades básicas da população, para ele é indiferente a morte de dezenas de recém-nascidos no hospital da cidade, para ele o analfabetismo funcional é um bom negócio, manter o povo na ignorância facilita o seu “trabalho pirata” de saquear o bem alheio, para ele a falta de segurança não faz parte do seu mundo, vive cercado de “guarda-costas”. Ele só anda em carro blindado, não coloca os pés nas ruas da cidade, vive como um rei que não sente as dores dos mortais.

Semelhante a Líbia, a cidade de Itaguaí está começando se unir contra esse modelo perverso e centralizador, ninguém agüenta mais tanta desfaçatez. Estamos presos ao caos social, vivemos o drama do abandono do serviço público nas áreas humanas, temos por essa razão uma multidão de jovens viciados em crack, morrendo sem nenhuma perspectiva de uma vida melhor. Temos uma multidão de adolescentes se prostituindo pelas madrugadas da cidade para ganhar algum dinheiro para comer no dia seguinte.

Temos uma multidão de talentos esportivos desperdiçados pela total falta de investimentos nesta tão importante área. A Líbia é rica, Itaguaí também, o problema da Líbia não é o dinheiro é o modelo de governo, o problema de Itaguaí também não é o dinheiro é o modelo de governo. A Líbia tem um governo ultra-centralizador, Itaguaí também tem um governo ultra-centralizador. Na Líbia um enriquece, enquanto a maioria fica sem perspectiva, em Itaguaí um enriquece enquanto a maioria abraça a miséria. Kadafi tem seus discípulos espalhados pelo mundo.

A perpetuação no poder afronta a liberdade de expressão. Na Líbia por todos estes anos a imprensa é dominada pelo ditador, em Itaguaí o ditador comprou quase toda a imprensa. Por muito tempo esse nosso folheto foi a voz solitária contra esse poder ditatorial e corrupto, hoje temos o Jornal Tribuna da Região que destemidamente confronta esse império-tupiniquim. O vento está soprando na Líbia, o vento está soprando em Itaguaí, quem viver verá esse império ruir, essa casa na areia afundar, esse modelo perder toda a sua força, isso porque ditador nenhum tem a última palavra sobre coisa alguma, quem tem esse privilégio e sempre terá chama-se Deus, o Senhor da história a quem eu sirvo, e de quem tenho a honra de ser servo!!!! A Deus toda a glória!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Pastor Aramis

Postar um comentário

  1. POLÍTICA DE ITAGUAÍ:
    MANIFESTO
    “A NAU PODE FICAR À DERIVA”
    AMANHÃ SERÁ O JULGAMENTO DE CHARLINHO

    Por: SÉRGIO PRATA
    No último pleito municipal, quando tive meu nome lançado na nominata do partido para ser candidato a uma vaga em nossa Câmara Municipal, campanha qual comprometi apenas R$ 70,00 (setenta reais) em impressos, somente tive tempo para ir às ruas pedir votos na última semana, considerando que eu não vivo da política. Me recusei a pedir votos para o atual Prefeito, mesmo sendo uma exigência do partido.
    Em minha avaliação, os três candidatos ao nosso executivo, na época, não se enquadravam para desenvolver as atividades de mandatário de uma cidade que está em processo de grandes progressos. Encaminhei o material recebido do partido para a reciclagem, mandei confeccionar meu material de campanha sem fazer alusão a nenhum dos nomes propostos, e fui às ruas, sem bandeiras, sem carro de som e sem militância, recebendo em troca uma pífia votação (35 votos computados pelo TRE).
    Eu, particularmente, votei no menos pior dos três candidatos. Votei naquele que deixou muito a desejar, mas não tem medo de encarar o povo e não tem o perfil vingativo. Votei em Sagário! Votei, e votarei novamente, se o quadro de candidatos que se apresentar para o futuro, for o mesmo que se apresenta atualmente, com Vicentinho, Abelardinho, Jorginho e outros inhos.
    A principio não sou candidato a cargo algum para o próximo pleito. Não tenho tempo para isto! Mas eu creio que a população precisa urgentemente avaliar muito bem o quadro de candidatos que se apresentar, buscando eleger candidatos realmente comprometidos com a população e com as causas sociais, e não naqueles que apresentarem grande potencial financeiro que é a tradução de comprometimento com os financiadores das campanhas.
    O raciocínio é bem simples e financeiro: Se um Vereador de nossa cidade recebe ao final dos seus 48 meses de atividade parlamentar um total em vencimentos que não ultrapassa o importe de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), quais os motivos que o leva a disponibilizar recursos entre 1 milhão e 8 milhões de reais em uma campanha?
    Com toda certeza ele não vai lutar pelas causas populares e muito menos pelas causas sociais. Primeiro ele precisará honrar com seus compromissos com os financiadores de sua campanha. Depois, ele vai começar a “levantar poeira” ofuscando a imagem dos seus adversários, se mantendo na mídia como “defensor das causa urgentes” para tentar a reeleição.
    E é exatamente isto que está ocorrendo em Itaguaí. Como estamos na “CIDADE DO PORTO”, quem já honrou seus compromissos com os financiadores de campanha, já abandonou a “nau” e está em terra firme levantando poeira. O grupo restante permanecerá fiel ao “comandante” até alcançar financeiramente o que precisa para honrar seus compromissos com os financiadores de campanha ou até o “comandante” abandonar a “embarcação”!
    Na ocorrência de qualquer uma das duas hipóteses, a “nau” ficará à deriva, ao “sabor das ondas”. A “tripulação e passageiros” (servidores e contribuintes) permanecerá na embarcação sem “colete salva-vidas”, somente com os “sinalizadores” em busca de socorro.
    O nosso povo (os eleitores, os contribuintes e os servidores) merece coisa melhor!
    Acesse o blog: http://diapasaonoticias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. A fala do Pr. Aramis está corretissima um ótimo texto. Já o Sérgio prata esá equivocado de quanto se gasta em uma campanha de vereador em itaguaí, só quem gastou isso tudo foi o jorginho, já os outros gastaram por volta de 150 mil á 400 mil ainda assim é alto.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Robe(?)
    Só o aluguel de um carro de som (não é caminhão e tampouco trio elétrico) é no mínimo R$ 15,00 a hora. Multiplicando isto por 8 horas por dia durante 60 dias, chegamos ao total de R$ 7.200,00. A militância, aqueles que ficam balançando bandeiras pela cidade, custaram na última campanha R$ 30,00 por dia, cada um. Cada um dos Vereadores de Itaguaí desembolsou no mínimo o pagamento de 50 militantes embandeirados. Cada adesivo perfurado de automóvel custou no mínimo R$ 50,00. Some isto ao material de campanha, entre impressos, placas, faixas, galhardetes, minis-door, combustível, lanche, prêmios de bingos e a maldita “boca de urna”, que você chegará no valor total mínimo de R$ 1 milhão de reais.
    Não existe equívoco! É óbvio que nenhum deles vai declarar isto. É dinheiro fruto de caixa 2 que precisa ser devolvido!
    Você não deve estar fazendo compras para sua casa e não deve ter comprado o material escolar das crianças para ficar completamente alheio aos preços das coisas.
    Com certeza você viu como se gastou na última campanha. Só não teve olhos críticos! É exatamente de eleitores assim que eles gostam. De inocentes úteis!

    ResponderExcluir
  4. Sergio Prata, esse dinheiro são de doações de deputados, governadores, amigos e empresários; tem dinheiro dos candidatos mas é menos da metade do gasto total, porque será que os vereadores brigam tanto pelo voto para deputado? Para que na campanha deles consigam o retorno em (R$).

    ResponderExcluir
  5. E AINDA TEM GENTE QUE ACHA QUE ELES FAZEM OPOSIÇÃO EM FAVOR DO POVO...

    SÓ QUEREM É RECUPERAR O QUE GASTOU E AINDA GANHAR 10 VEZES MAIS. MAS QUANDO O EXECUTIVO SE AMARRA...

    SURGE A "OPOSIÇÃO".

    ResponderExcluir
  6. "Há homens que lutam um dia e são bons. Há os que lutam um ano e são melhores. Há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam a vida inteira, esses são os imprescindíveis." (Bertold Brecht)

    ResponderExcluir
  7. Neuci tenho maior curiosidade em saber em quem voce votou para vereador e Prefeito.Quero ver se tem coragem.... ou sera que voce é que foi candidato...

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item