Cidadômetro e o déficit de atuação do cidadão

Um dos pontos pelo qual mais nos batemos aqui neste espaço é o desentendimento que temos do que seja a verdadeira - ou plena - cidadania, ...

Um dos pontos pelo qual mais nos batemos aqui neste espaço é o desentendimento que temos do que seja a verdadeira - ou plena - cidadania, e o que isso implica em tomada de atitude pelos cidadãos. Afinal, se somos principalmente cidadãos eleitores e cidadãos pagadores de impostos, temos um dever de protagonismo perante o resto da sociedade. Trocando em miúdos, temos o dever de agir pelo bom uso dos recursos públicos, sempre através do bom uso das instituições de Estado - que devem estar mais a serviço dos cidadãos do que de governantes de ocasião - e também procurando engajar outros cidadãos nesse movimento.

Mas qual o tamanho desse déficit de engajamento de cidadania? O quanto as pessoas compreendem que devem ser mais que apenas solidárias ou apenas conscientes de seu papel? Quantos de nós temos o exato entendimento de que é preciso atuar, e não apenas observar, ainda que criticamente?

Pensando nisso, A Voz do Cidadão está lançando no próximo domingo, primeiro de maio, o seu Cidadômetro, no posto 10 da praia de Ipanema, Rio de Janeiro, como um contraponto do famoso Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo.

Através de uma viatura equipada com um megafone, vamos convidar o cidadão a participar das enquetes que vão medir o grau de atuação de cidadania da sociedade, a partir dos três níveis - cidadãos solidários, cidadãos conscientes e cidadãos atuantes - e revelá-las em um sinalizador que ficará no carro, acompanhando o resultado.

Nesse primeiro momento, a ideia é acompanhar as pautas da imprensa para chamar a atenção do cidadão para a ocupação do espaço público. Ele vai votar, ser levado à reflexão, checar o resultado da enquete e ainda escolher um de nossos panfletos sobre cultura de cidadania. Quem quiser poderá também deixar gravado um depoimento sobre o que entende ser a cidadania e qual a sua importância na vida das pessoas. Sobretudo os que se acham verdadeiramente engajados.

Além de avaliar o grau de atuação de cidadania através de perguntas, o Cidadômetro vai procurar transmitir valores, ao fazer o indivíduo refletir sobre consciência política, os conceitos de público e de propriedade, de Estado e de governos e, principalmente, de ação política.

Quem estiver no Rio de Janeiro no próximo domingo, 1º de maio, está convidado a vir conhecer pessoalmente como funciona o Cidadômetro. Quem não puder, basta conferir os resultados e refletir sobre os depoimentos das pessoas no portal da Voz do Cidadão.

Até lá!

A Voz do Cidadão

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item