Sopa de letrinhas da política brasileira não para de crescer

Do Blog do Campbell Há uma verdadeira sopa de letrinhas na política brasileira. São 27 partidos registrados no TSE e o número parece que ...

Do Blog do Campbell
Há uma verdadeira sopa de letrinhas na política brasileira. São 27 partidos registrados no TSE e o número parece que não para de crescer. O PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para driblar a Lei de Fidelidade, é apenas um dos novos partidos que deve engrossar a lista de partidos brasileiros.

O problema nem é a quantidade dos partidos brasileiros, mas a qualidade deles. Muitas siglas de alugueis, sem comprometimento político, que fragmentam os legislativos e enfraquecem a política brasileira.

Conheçam alguns partidos que estão em fase de legalização (se alguém souber mais algum, deixe um comentário).

PSD – O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, estava insatisfeito no seu partido, o DEM, de oposição ao Governo Federal. Migrar para uma legenda governista ou no mínimo menos hostil ao governo federal seria a solução natural não fosse a Lei de Fidelidade Partidária. Por isso fundou o PSD, atraindo ao mesmo tempo nomes do DEM e do PSDB. O partido conseguiu atrair prefeitos, vereadores e deputados em vários estados e deve conseguir em breve o registro definitivo no TSE.

PL – Em 2007, o Partido Liberal se uniu ao PRONA e virou PR. Agora, ex-filiados do PL querem recuperar o “ideário” Liberal e refundar o partido anterior.

PSPB – Partido dos Servidores do Brasil é outro partido que está em fase de Legalização. O partido anunciou que já obteve o registro no TSE e agora está montando os Diretórios Estaduais.

PS – No site do TSE, ainda não consta na lista de partidos brasileiros, mas o Partido Social já divulga o 30 como seu número partidário, o que leva a crer que já tenha seu registro de trabalho. O partido está também organizando seus diretórios em estados e municípios brasileiros.

PL “2”. Outro partido que pode querer brigar para usar a sigla PL é o “Partido Livre”, criado por dissidentes do PV que também se encontra em processo de legalização.

Partido Pirata do Brasil – Já existente em outros lugares no mundo, o PPB é outro partido que tenta entrar para a sopa de letrinhas dos partidos brasileiros. Defende “aceesso à informação, o compartilhamento do conhecimento, a transparência na gestão pública e a privacidade”

Postar um comentário

  1. Também estão em fase de legalização o PTS (Partido da Transformação Social) www.pts.org.br e o PLD (Partido Liberal Democrata) www.pld.org.br

    ResponderExcluir
  2. Fonte: Tribunal Superior Eleitoral: http://www.tse.gov.br/internet/partidos/index.htm
    Partidos com registro em TREs sem Registro Nacional
    Partidos em processo de registro, que já possuem registro em pelo menos um estado, com registro de assinaturas, mas ainda sem registro junto aoTribunal Superior Eleitoral.
    •Partido Pátria Livre (PPL) registrado em: Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo.
    •Partido Social (PS) registrado em: Roraima
    Em processo de legalização
    Alguns partidos políticos, abaixo listados, não apresentam em seus sites informações sobre o andamento de seu processo de legalização junto ao Tribunal Superior Eleitoral.
    •União Democrática Nacional (UDN)
    •Partido Socialista Estudantil (PSE)
    •Libertários (LIBER)
    •Movimento Negação da Negação (MNN)
    •Partido da Juventude Democrata Cristã (PJDC)
    •Partido da Mobilização Popular (PMP)
    •Partido da Mulher Brasileira (PMB) - http://www.pmb.org.br/projeto/index.html
    •Partido da Real Democracia (PRD)
    •Partido da Transformação Social (PTS)
    •Partido de Representação da Vontade Popular (PRVP)
    •Partido do Movimento Democrático Cristão (PMDC)
    •Partido do Esporte (PE)
    •Partido do Terceiro Setor (P3S)
    •Partido Ecológico Nacional (PEN)
    •Partido Federalista (PF)
    •Partido Geral dos Trabalhadores do Brasil (PGT do B)
    •Partido Humanista (PH)
    •Partido Liberal Democrata (PLD)
    •Partido Livre (LIVRE)
    •Partido Nacional do Consumidor (PNC)
    •Partido Nacionalista Democrático (PND)
    •Partido Nacionalista Brasileiro (PNB)
    •Partido Progressista Cristão (PPC)
    •Partido Cristão (PC)
    •Partido Republicano Operário (PRO)
    •Partido Socialista da República (PSR)
    Agremiações sem registro
    •Partido Comunista Marxista-Leninista (PCML)
    •Partido Comunista Revolucionário (PCR) - http://portallutadeclasses.blogspot.com/2010/04/pcr-partido-comunista-revolucionario.html
    •Partido Nacional Socialista Brasileiro (PNSB)
    •Partido do Mérito (PM)
    •Liga Bolchevique Internacionalista (LBI)
    •Liga Estratégica Revolucionária (LER-QI)
    •Partido da Revolução Imediata (PRI)
    •Liga Quarta-Internacional do Brasil (LQB)
    •União Democrática Ruralista (UDR)
    •Partido da União Cristã (PUC)
    •Partido Pirata do Brasil (PPB)
    •Partido Operário Revolucionário (POR) - http://www.pormassas.org/index.htm
    •Partido Centrista Democrático Nacional (PCDN)
    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_partidos_pol%C3%ADticos_no_Brasil

    Outros dois partidos que encontrei que não estão registrados nem no TSE e também não constam na wikipedia.
    •Partido Operário – PO - http://frenteunidadostrabalhadores.blogspot.com/
    •Partido Democrático Comunista – Comunidade em formação no Orkut.

    ResponderExcluir
  3. Os Libertários são ateus?
    Não. Há muitos libertários religiosos, assim como há muitos agnósticos e ateus. Libertarianismo é uma filosofia que se preocupa com a política, apenas.

    Não estou nem criticando o fato de ser ateus. Que bom que são ateus.

    Mas é completamente falso afirmar que o Liber se preocupa apenas com a política. É uma teoria política ideal que se pauta na aceitação dogmática de um valor moral: a autonomia.

    Isso vai além dos limites do político. O valor da autonomia é um valor que determina "como a vida deve ser vivida".

    O Liber, no fim das contas, impõe um valor moral privado para as pessoas. Valor esse que é incompatível com certas religiões, por exemplo.
    Por isso o Líber representa uma certa ameaça à liberdade de pensamento.

    Não é uma teoria que se move apenas no domínio do político.

    ResponderExcluir
  4. Prof° Fabiano Bastosquarta-feira, 01 junho, 2011

    Olá,

    Andei estudando as ideias desses partidos mas não consegui ainda ver as ideias do Partido Livre, no qual o meu amigo Professor Célio Maia (Celinho) é da executiva.

    Mas dos que consegui ver, me chamou a atenção o Partido Pirata do Brasil.

    Acho que o blog tem tudo a ver com as ideias dos Piratas. Estou em processo de análise da situação...

    ResponderExcluir
  5. Caro Professor Fabiano,não tente entender partidos políticos no Brasil. Aqui os eleitores votam nos candidatos ,independetemente de partido. Sabe porque ? os partidos não teem ideología !ou melhor trocam os seus programas e conteúdos políticos , pelo que for mais conveniente para si mesmo.Eu nunca votei num candidato pelo seu partido , voto sim na pessoa honesta, trabalhadora,carismática e acima de tudo que ame o seu município , seu estado e o Brasil.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item