Vereador Nisan denuncia irregularidades na obra de duplicação da Rio-Santos

Denuncias e escândalos envolvendo as obras do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes estão sendo amplamente divul...

Denuncias e escândalos envolvendo as obras do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes estão sendo amplamente divulgados pela mídia. A obra de duplicação da Rio Santos custou mais de R$ 143 milhões e não foi totalmente concluída.

Mas antes das notícias virem a tona, nos bastidores, o vereador Nisan-PV, já estava preocupado com a condução das obras e com a possibilidade de estar haver irregularidades. Ele conseguiu contato com o Diretor Geral do DNIT em Brasília, Sr. Luiz Antônio Pagout, convidou o deputado Carlos Santana para o acompanhar e foram apresentar os problemas e buscar as devidas explicações.

Nesta reunião Pagot confirmou os imprevistos e a necessidade de haver um aditivo de mais 25% (aproximadamente R$ 35 milhões a mais) para a conclusão das obras e a construção do viaduto. Apenas o viaduto custaria R$ 15 milhões, mas apesar desse aditivo ter sido liberado o viaduto não foi construído.

Assim, em maio de 2010, Nisan entrou com o processo n.º 130801007630201075 no Ministério Público Federal, contra o DNIT por irregularidades nas obras e a não construção do viaduto no trevo da Zona Industrial de Santa Cruz, afinal entre o valor orçado e o valor final “aditivado” o viaduto não foi erguido.

Hoje, quem passa pelo local pode ver uma grande pista reformada e sem uso, peças para a construção de um viaduto nas laterais da pista, restos de acidentes, mas nem indícios do tão esperado viaduto.

A denuncia foi feita e somando-se a outras foram responsável pela demissão do Ministro dos Transportes Alfredo Nascimento.

Nota do Blog: O Jornal Atual publicou matéria sobre o assunto também. Clique aqui.

Postar um comentário

  1. Tem que cobrar essa roubalheira a mãe do PAC, Dilma Rousseff.

    ResponderExcluir
  2. Brasil tem quase 90% sem qualquer tipo de pavimentação.

    ResponderExcluir
  3. corrigindo...

    Brasil tem quase 90% das estradas sem qualquer tipo de pavimentação.

    ResponderExcluir
  4. Havia uma monumental expectativa em torno do depoimento, no Congresso, do ex-diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) Luiz Antonio Pagot. Pilar da estrutura de corrupção montada pelo Partido da República (PR) no Ministério dos Transportes, Pagot foi afastado do cargo pela presidente Dilma Rousseff e, desde então, ameaça envolver o PT e os petistas nas denúncias de irregularidades. Se era blefe, houve quem sentisse calafrios. De renegado, Pagot passou a ser tratado com uma deferência incomum para alguém acusado de cobrar propina e superfaturar obras públicas. Foi recebido pelo chefe de gabinete da Presidência, ouviu elogios de ministros, senadores e lideranças políticas do governo. Sua "demissão sumária", anunciada pelo Palácio do Planalto, foi substituída temporariamente por "férias". No Congresso, Pagot falou como "diretor", alegou desconhecer qualquer irregularidade e disse que as decisões no Dnit eram colegiadas, ou seja, precisavam ser aprovadas por todos os diretores. Portanto, se houve algo errado, o que ele desconhece, a responsabilidade seria coletiva. Sobre o PT e os petistas? Nenhuma palavra direta, ao menos por enquanto. Mas a ameaça continua - é real e gravíssima.

    http://coturnonoturno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Cálculos do Ministério do Turismo informam que o Brasil deve receber 600.000 turistas na Copa do Mundo, cada um gastando em torno de R$ 11,4 mil. Isto dá, em número redondos, algo em torno de U$ 4 bilhões. Agora querem saber qual foi o deficit do turismo em 2010? U$ 10,5 bilhões! Os brasileiros gastaram U$ 16,5 bilhões lá fora, os turistas estrangeiros gastaram U$ 6 bilhões aqui dentro. Alguém, em sã consciência, acredita que em 30 dias os gringos irão gastar 70% do que gastam em um ano no país? Há muita mentira encobrindo a roubalheira da Copa do Mundo. E a Oposição embarcou nessa. Se fizessem um trabalho de conscientização do povo brasileiro, transformando estádios em hospitais, centros de mídia em linhas de metrô, posicionando-se contra a Copa do Mundo, teriam um bandeira aprovada por 80% dos brasileiros, no mínimo. O que estão construindo é uma vitrina para o Lula e Dilma darem o pontapé inicial para as eleições presidenciais. Cagões!


    http://coturnonoturno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu li a matéria e fui me informar. Li que o Nisan esteve em Brasília e fiquei feliz. Tomara que tenha êxito, já valeu a boa vontade, vereador atuante mesmo

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item