Alunos e professores da rede municipal de ensino de Itaguaí recebem novos laptops

Será na sexta-feira, dia 14 de novembro, a partir das 10h, no Teatro Municipal, localizado na Rua Amélia Louzada, 311, Centro de Itaguaí (...

Será na sexta-feira, dia 14 de novembro, a partir das 10h, no Teatro Municipal, localizado na Rua Amélia Louzada, 311, Centro de Itaguaí (ao lado da Câmara de Vereadores)

A ideia da Prefeitura é promover a inclusão digital nas escolas da cidade

A Prefeitura de Itaguaí vai distribuir milhares de computadores para alunos e professores da rede municipal de ensino. Serão beneficiados todos os estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, além do quadro completo de professores ativos das 58 escolas e creches municipais. A cerimônia de entrega está marcada para as 10h desta sexta-feira (4/11), no Teatro Municipal de Itaguaí. Simbolicamente, quatro alunos de cada escola receberão das mãos do prefeito Carlo Busatto (o “Charlinho”) os novos laptops. O restante dos equipamentos será encaminhado às escolas durante a próxima semana. A iniciativa faz parte do programa “Um computador por aluno”, do Ministério da Educação e Cultura (MEC), custeado pela Prefeitura de Itaguaí.

Para que as crianças e jovens possam aproveitar todas as funcionalidades dos novos computadores, eles serão capacitados pela Secretaria de Educação e Cultura de Itaguaí. De acordo com a secretária da pasta, Laudinice Brito, como o sistema operacional do equipamento é Linux, a maioria teria dificuldade para utilizá-lo. “Hoje, os alunos têm aula de informática, utilizando computadores com Windows. O novo sistema pode trazer empecilhos”, afirma a secretária, acrescentando que, até que todos os alunos sejam capacitados, os laptops não poderão ser levados para casa.

Valorização do profissional da educação - Os professores serão outros beneficiados por esse programa. Todos os que estiverem lecionando terão direito a receber os novos equipamentos, que agora farão parte da rotina escolar de toda rede municipal de ensino. Para a secretária Laudicine Brito, isso significa dar mais condições para o professor desenvolva bem seu trabalho. “A política municipal é de valorização do profissional da educação. Por isso, fazemos o Prêmio Profissional de Excelência, que homenageia os destaques da área e ainda oferecemos uma formação continuada a esses educadores”, acredita Brito.

Prêmio Profissional de Excelência - Criado em 2006 para homenagear os profissionais da educação do município de Itaguaí, o Prêmio Profissional de Excelência é uma forma de reconhecimento pelo bom trabalho realizado durante o ano. É uma forma de promover o crescimento profissional, fazendo com que os homenageados busquem dar o melhor de si. O troféu Profissional de Excelência é o que podem chamar de “Oscar” da educação de Itaguaí.

Postar um comentário

  1. a) Qual o critério para entregar esses aparelhos a "todos" os alunos?

    Resposta: Ano que vem são eleições!

    b) "Todos" os nossos alunos são merecedores pedagogicamente de receberem esses aparelhos?

    Resposta: Claro que são pois nossos índices de aprovação são ótimos (esqueceu que dificultamos as reprovações?)

    c) Por que não criar critérios pedagógicos para entregar esses aparelhos aos alunos?

    Resposta: Vou repetir pra você: Ano que vem são eleições e não temos um candidato forte para vencer pois não deixamos surgir uma estrela em nosso grupo. Se algum aluno não receber, seus pais (que votam) ficarão magoados mas TODOS recebendo, os pais votarão no nosso candidato.

    d) Será que o TRE vai perceber isso?

    Resposta: Será que alguém terá coragem de denunciar?

    ResponderExcluir
  2. Boa noite., é claro que o povo não tem coragem de denuciar, sabe porque o povo de Itaguai tem medo do prefeito eu não sei porque o senhor pepórter x pode me responder

    ResponderExcluir
  3. Não dá para entender vcs, O município do Rio de Janeiro já fez o mesmo. Se a prefeitura não fizesse isso vcs estariam criticando. quanto aos alunops serem "merecedores pedagógicamente" aí não seria inclusão, deu pra entender? parem de colocar chifre em cabeça de cavalo, tá parercendo os vereadores de Itaguaí tentando impedir que alunos da rede pública tenham acesso a escola por que não concordam com o nome das mesmas, vão procurar o q fazer!

    ResponderExcluir
  4. Esse aparelhos terão internet ou só servirá para "brincar"?

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Adorei as colocações do Senhor Repórter X.

    Quanto as críticas feitas pelo Sr Zé Ninguém, preciso responder:

    No município do Rio de Janeiro e no Estado do RJ, os computadores são entregues aos alunos com melhores notas nas avaliações das rede.

    No caso do Estado do Rio de Janeiro, esse mês ainda serão entregues os notebooks e o senhor verá na TV essas entregas.

    Como professor de 2 matrículas no Estado, digo que poderiam até entregar para mais alunos além desses das melhores notas mas nem todos são merecedores. Digo que muitos alunos se empolgam em estudar para alcançar uma nota boa só por causa do Notebook. Não concordo com isso pois essa estratégia "capetalista" só prejudica o sistema que já está podre.

    Mas entregar para todos os alunos, os que estudam e se esforçam e os que nada querem, fica complicado. Quando trabalhava na Rede de Itaguaí, eu reclamava muito desses critérios pois alunos que quase não assistiam aulas e não se esforçavam em nada recebiam nota sufuciente para serem aprovados só para manter bom os números das escolas. Minha teoria é que os ótimos e bons alunos ao olharem os ruins e péssimos serem aprovados sem estudar, acabavam desestimulados a estudar.

    Essa lógica adotada na Rede Municipal de Itaguaí é podre como o sistema do Estado e só vai levar a uma deterioração pior ainda da qualificação dos jovens de Itaguaí para ocupar as vagas do mercado de trabalho crescente da cidade.

    Só reforça a ideia de que para os de Itaguaí, em sua maioria, só sobram as vagas de mão-de-obra barata. Os cargos qualificados, em sua maioria, são ocupados pelos de fora da cidade.

    Não basta dar, tem que ensinar a merecer!

    ResponderExcluir
  6. ~Professor Fabiano Obrigado pela resposta!
    Sou aberto a criticas, lido muito bem com isso!
    Quanto ao critério de merecimento, discordo!
    Discordo porque?
    Aquilo que é financiado com dinheiro público não pode ser oferecido a população por nenhum critério que seja subjetivo, além disso, Se eu disser que o aluno tem que "merecer" uma ferramenta que se destina a melhoria de seu aprendizado (o que não quer dizer que o mesmo vá ser usado para isso)seria o mesmo que eu dizer que só os melhores alunos em português ganham dicionário ou só os melhores em matemática ganham tabuada!
    Embora não seja professor, sou profissional de educação e uma coisa que percebo é que não adianta rotular aluno! Se a educação de Itaguaí ainda não é a que queremos, te aponto 3 culpados:
    O sistema;
    A familia;
    Os profissionais de Educação:

    O sistema, por ser falho e baseado em dados estatisticos e não na pessoa;

    A familia por que delegou a parte que lhe cabe na educação dos filhos ao estado;

    O profissional de educação, que esqueceu que ser professor não é só profissão, é missão e só os que compreendem isso são dignos de ser verdadeiramente chamados de professores!

    Afinal, professor não se faz, se nasce!

    ResponderExcluir
  7. que ja sabe operar o linux deveria poder levar para casa

    ResponderExcluir
  8. Inclusão digital vai muito além de entregar um computador na mão de cada aluno. Senão preparar o aluno para utilizar a tecnologia a seu favor, vai se tornar um elefante branco ( ou preto, depende do modelo)... A começar pelo sistema Linux, apesar de ser um software livre, muito, muito poucos são os profissionais capacitados para utilizar a ponto de "capacitar" o aluno , conforme o artigo, para que ele possa leva-lo para casa... nisso fica clara a intenção de dar ou jogar, esses aparelhos em cima das crianças que felizes vão fazer propagnada de graça para o Prefeito/candidato do prefeito....

    ResponderExcluir
  9. Bravo Zé Ninguém!!!

    Sempre com comentários coerentes.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo

    Boa Noite pessoal,parem de discutir,deixe que a politica cuide disso concordo com o que o professor diz tem q fazer por onde merecer para não disistimula os q se esforçam para estudar,mais ai tem aquela questão politica é tudo comprado e o culpado é a população que infelizmente só pensam em dinheiro vende seus votos por 50,00 reais e depois vai cobrar o que se seu voto foi pago? Depois falam de direitos, o certo seria acabarmos com essa palhaçada e renovar colocar aberladinho como prefeito e renovar a câmara colocarmos novos vereadores,mais não todo ano de eleição é a mesma coisa eu ja me cansei voto em quem eu quero e pronto,discutir se extressar é besteira nóis nos extressamos enquanto eles estão com casa e carros de luxo e quanta gente passa fome em Itaguai,mais lembrando q o governo do Charlinho desde que me entendo por gente foi o governo que mais fez só deixou a desejar com a saúde e o salário ah! e ter professores mais capacitados pq tem cada um mais burro que o aluno,mais foi um dos melhores governos ta de parabéns ,mais também acho que esta na hora de renovar meu voto sera para o Aberladinho não sei pq mais faço fé nele.

    ResponderExcluir
  11. Olá Sr Zé Ninguém,

    Por que defendo o merecimento: Estamos falando de crianças e jovens! Estamos falando do futuro de nossa cidade, do nosso Estado e do nosso Brasil!!!!

    O meu desespero é ver esse sistema podre dizer que está fazendo algo de bom usando o argumento de verba pública para isso mas na verdade estão formando um bando de loucos que de nada irão acrescentar num desenvolvimento intectual e moral de nossa sociedade. Esses jovens serão incapazes de pensar em sua maioria. Os jovens do ensino público estão sendo formados para serem os "mão-de-obra barata" e os de escolas particulares serão os "patrões". Os de escola pública serão a massa de eleitorado que vai manter esse sistema de compra de votos, dependência de empreguinhos na Prefeitura e de políticos. Eu acredito que somente uma educação que liberte o indivíduo através da informação e que permita que ele pense e se sinta parte do processo, seja a solução para os problemas da sociedade!

    O merecimento é uma ferramenta para estimular os jovens a buscarem estudar. Se tudo vier fácil demais, quem se esforçará para conquistar algo? Não é excluir mas valorizar e estimular os que buscam algo!

    Se pense como uma criança ou jovem num mundo onde os que não estudam ganham tudo e são aprovados quase com a mesma nota que você que estuda sempre...

    Eu quero saber que pedagogo é esse que permitiu essa política! Quero saber onde ele estudou... que autores leu para tomar essa decisão... quero nomes para no futuro poder colocar na lista de culpados pelo desastre que será essa sociedade!

    Sobre os culpados que o Sr cita, eu concordo com todos!

    Como professor garanto que amo a profissão e me esforço para sempre fazer o melhor em sala de aula, na escola e na comunidade. O Blog é parte disso...

    Infelizmente, quando era professor da Rede Municipal de Itaguaí, não fui eleito Professor Excelência na escola pois no 1° ano não pude concorrer por ser novo na escola e no 2° ano, mudaram os critérios e quem escolheu o "Excelência" foram os funcionários da escola... justamente aqueles que eu dizia odiarem os alunos por tudo que eu via eles fazerem com os alunos. Talvez por isso eu não fui escolhido...

    Mas nas esclas particulares que trabalho sempre sou elogiado e os alunos me elogiam. Na escola do Estado que trabalho em Mangaratiba, esse ano, fui votado pela maioria dos alunos como uma espécie de "Excelência" e até recebi uma medalha da Fundação Mário Peixoto da Prefeitura de Mangaratiba. Ao menos lá em Mangaratiba reconhecem meus esforços!

    ResponderExcluir
  12. Prof Fabiano, respeito sua opinião e quero crer q vc respeite a minha, não posso falar de sua tragetória profissional, pois é um assunto que não conheço. Quanto ao "prêmio" Profissional de excelencia, já fui indicado por minha U.E. Mas pedi que outra pessoa fosse indicada, visto q, para mim, fazer o melhor no meu trabalho é obrigação e não favor. Se, se achoui por bem distribuir, de acordo com programa do Governo Federal (aí o sr reclama com a Dilma) os computadores para todos os alunos, qual o problema afinal? É contra a lei? se é é melhor denunciar ao MP!
    Agora, eu e vc, vamos ser mais honestos: Pelo andar da carroagem, se este critério de "merecimento" fosse aplicado, o rumo dos comentários não seriam diferentes? A reclamação seria: Quais critérios a prefeitura está usando? Não se estaria beneficiando, filhos e parentes de funcionários? de apadrinhados políticos? Vc sabe como é, o mundo e os blogs estão cheios de teorias de conspiração, não é mesmo?
    Então, suspeita por suspeita, Distribuir para todos acaba sendo, se não a solução mais "justa" é a mais ética! E mesmo assim as teorias de conspiração continuam a se fazer presentes!
    Afinal: VIVA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E A DEMOCRACIA!

    ResponderExcluir
  13. Boa Tarde padrinho. Não havia olhado a postagem sobre os notebooks, mas com o que você escreveu agora fui olhar e vou dar um “pitaco”: Quanto aos critérios de distribuição dos Notebooks não posso opinar, pois é uma questão pedagógica e não tenho conhecimento de causa. A questão da “teoria da conspiração” já é outra história, pois político brasileiro não dá ponto sem nó e em nossa cidade estamos sendo governados há tempos por aves de rapina e a hipótese de um bem dado aos alunos de nossa rede ser uma moeda na troca por votos nas próximas eleições não é a “teoria da conspiração” e, na verdade muito mais, a prática comum.

    ResponderExcluir
  14. Olá afilhado! Inteligente e sutil como sempre!
    Se vc leu todos os meus comentários, vai reparar q nunca esclui a possibilidade de isso ser usado como moeda política, pois como vc mesmo disse é pratica comum! Quando falei a respeito de teoria de conspiração, foi inclusive no blog cidadania do porto foi a respeito de uma postagem q falava da nova linha de ônibus Itaguaí - coelho neto, que era uma necessidade dos moradores e sobre a qual me manifestei varias vezes, falei o que falei em relação a pergunta: De onde estão saindo os ônibus?
    A critica a respeito desta postagem foi porque a critica se torna uma especie de pegadinha, veja bem:
    1- Se se distribui os computadores pergunta-se: É com fins eleitoreiros?
    2- Se usa-se este critério de merecimento pergunta-se: Que critério foi esse? estão beneficiando apadrinhados politicos? porque não dar para todos os alunos?
    3- Se o sistema é linux por que não o windows que é o mais usado?
    4- Se é windows porque não o linux, que um softwar livre e por isso gratuito?

    Está percebendo? e aí? o que é mais importante? prevalecer nossa opinião politica ou prevalecer um esforço, mesmo que suspeito e sendo suspeito não deixa de ser válido (pelo menos valido para alunos e suas familias que dificilmente teriam condições financeiras de adquirir tal bem)em promover a tão aclamada inclusão digital?

    Alguns são a favor do prefeito, outros a favor da oposição. Vc é a favor do abelardinho, eu sou a favor da população que muitas vezes não tem voz, pois, falam em nosso nome sem sequer querer nos ouvir, e o blog? Bom aí cabe aos seus idealizadores responder!

    ResponderExcluir
  15. Você tem razão quando diz que fica parecendo pegadinha, parece mas não é porque neste caso não podemos analisar o fato em si isoladamente, temos que analisar no contexto e no nosso contexto atual temos os governantes “Gerson, aqueles que gostam de levar vantagem em tudo”, fatos recentes demonstram isso e é até natural na política brasileira e na de Itaguaí ultimamente isto foi exacerbado daí vem estas conclusões. Dizia minha falecida avó que gato escaldado tem medo até de água fria e em nosso caso sabemos que o caldeirão ferve. Quanto a eu estar do lado de Abeilardinho e você do lado do povo eu esclareço seguinte: Só estou do lado de Abeilardinho porque ele não só está do lado do povo, ele é o próprio povo e com grandes e reais possibilidades de devolver Itaguaí ao itaguaiense, desde o melhor de vida ao mais povão e necessitado, mas com maior ênfase nas necessidades deste e não daquele. No final, se Deus quiser, veremos que nós dois estamos do mesmo lado e, sinceramente, fico feliz com isso.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item