Ética e política: Uma aliança necessária

Esse texto foi enviado pela MOVIMENTO ÉTICA: ITAGUAÍ PRECISA Se olharmos atentamente o cenário político brasileiro perceberemos que estamo...

Esse texto foi enviado pela MOVIMENTO ÉTICA: ITAGUAÍ PRECISA

Se olharmos atentamente o cenário político brasileiro perceberemos que estamos vivenciando uma grande crise política. Atualmente, as palavras mais ouvidas e lidas na imprensa são corrupção, desonestidade, compra de votos, abuso de poder, tráfico de influência, desvio de dinheiro público, atos secretos, utilização indevida de verba indenizatória e tantas outras que desqualificam a atividade política. Este cenário nos remete a reflexões sobre a inexistência de uma aliança entre a ética e a política.

É sabido que o processo político brasileiro, desde o seu início, não se preocupou na prática com princípios éticos durante a formação da sociedade. Como consequência, formou-se uma sociedade patriarcal com uma população pobre, individualista e sem valores éticos.

De acordo com o autor Adolfo Vazquez, a ética pode ser entendida como a ciência que estuda as relações morais dos homens entre si, ou seja, a ética investiga os princípios, as práticas morais e tradicionais consideradas valores que regem as condutas humanas de determinada sociedade. Resumindo, a ética trata do caráter do indivíduo.

Para o professor Dallari a política é a conjugação das ações de indivíduos e grupos humanos, dirigindo-se a um fim comum. E este fim comum deve ter como ideal o bem-estar, a igualdade entre os componentes da sociedade e a paz social. Abreviando a política preocupa-se com a coletividade.

Entretanto, a ética da política é diferente da ética da vida pessoal. Enquanto na vida pessoal o indivíduo deve agir de acordo com os princípios morais aceitos em cada sociedade, na vida política o indivíduo deve agir dentro da ética da responsabilidade, ou seja, deve levar em consideração as consequências das decisões tomadas por ele.

A política, em um regime democrático, exige alianças, acordos, trocas de favores e benefícios. Esta exigência cobra um preço muito alto. Talvez seja por isso que na política a ética parece não ter importância. A impressão deixada é aquela que a política não passa de uma disputa entre grupos poderosos, que influenciam a opinião pública de acordo com seus interesses. Ressalte-se que são interesses de setores da sociedade inacessíveis para a grande maioria da população.

E a aliança entre a ética e a política é possível?

Eu, particularmente, acredito que essa aliança é possível e acima de tudo necessária. Para isso é indispensável que os políticos e governantes consigam conciliar valores pessoais com gestão pública. Também é imperativa a participação da sociedade e das instituições competentes na fiscalização do trato com a coisa pública. Portanto, essas atitudes são caminhos de superação dos problemas na relação entre ética e política.

Enfim, a realidade atual deve ser repensada. Aliar a ética e a política é vital para o desenvolvimento do País. Sem essa aliança, não poderemos viver em um país solidário e humano que lute pela igualdade entre as inúmeras camadas sociais hoje existentes no Brasil.

Até a próxima!

Por Renato Alves*

* Renato Alves é colunista do Perspectiva Política às quartas e editor do blog Política Mineira

http://perspectivapolitica.com.br/2009/06/17/coluna-do-dia-etica-e-politica-uma-alianca-necessaria/

Postar um comentário

  1. JOAO DUNS ESCOTO ( DOUTOR SUTIL).terça-feira, 03 janeiro, 2012

    A ética maquiavélica

    A ética maquiavélica é tratada como uma ética dos e para os tiranos,
    uma ética astuta e cruel. Em "O Príncipe" ele retrata a forma de poder e como um príncipe deveria agir para se manter no poder, sendo astuto, cruel, calculista, frio e sem escrúpulos. Também retrata a busca de fortuna e poder a qualquer custo. Segundo Maquiavel, a sociedade pensa que um governante deve ser um modelo de pessoa,

    gentil, religioso, simpático, entre outras qualidades. Mas defende que na verdade um governante deve ser avarento e cruel, pois assim o povo o respeitara. Diz que um governante não deve se fazer odiado e deve fazer as coisas que possam vir a fazer ser odiado no silencio e sempre negar te-las feito. E uma vez que o governante deve sempre procurar não ser odiado, também deve procurar ser temido, sendo sempre severo. Maquiavel prega também que todos governantes devem ser dissimulados,

    porém não devem deixar passar esta imagem. Como já foi dito, anteriormente, Maquiavel escreveu um manual em forma de livro e com dedicatória à um príncipe, onde ele relata a sua visão e qual deveria ser o modelo a ser seguido.

    ResponderExcluir
  2. JOAO DUNS ESCOTO ( DOUTOR SUTIL).domingo, 08 janeiro, 2012

    ITAGUAI PRECISA E DE EDUCAÇAO..., SEM ELA NUNCA HAVERA ETICA,ETICA E UMA PALAVRA MUITO BONITA, QUANDO VOCE O SEU SEGNIFICADO:A palavra Ética é originada do grego ethos, (modo de ser, caráter) através do latim mos (ou no plural mores) (costumes, de onde se derivou a palavra moral.)[1]. Em Filosofia, Ética significa o que é bom para o indivíduo e para a sociedade, e seu estudo contribui para estabelecer a natureza de deveres no relacionamento indivíduo - sociedade
    Fonte(s):
    http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%89ticaFrases e alguns pensamentos de Darcy Ribeiro



    ...Através delas daremos livros, livros a-mãos-cheias, a todo o povo. O livro, bem sabemos, é o tijolo com que se constrói o espírito. Fazê-lo acessível é multiplicar tanto os herdeiros quanto os enriquecedores do patrimônio literário, científico e humanístico, que é, talvez, o bem maior da cultura humana.

    ( DARCY RIBEIRO )



    Nós, brasileiros, somos um povo em ser, impedido de sê-lo. Um povo mestiço na carne e no espírito, já que aqui a mestiçagem jamais foi crime ou pecado. Nela fomos feitos e ainda continuamos nos fazendo. Essa massa de nativos viveu por séculos sem consciência de si... Assim foi até se definir como uma nova identidade étnico-nacional, a de brasileiros...

    ( DARCY RIBEIRO )



    Por isso mesmo, o Brasil sempre foi, ainda é, um moinho de gastar gentes.
    Construímo-nos queimando milhões de índios.Depois, queimamos milhões de negros.
    Atualmente, estamos queimando, desgastando milhões de mestiços brasileiros, na
    produção não do que eles consomem, mas do que dá lucro às classes empresariais.

    ( DARCY RIBEIRO )



    Dizem, também, que nosso território é pobre - uma balela. Repetem, incansáveis,
    que nossa sociedade tradicional era muito atrasada - outra balela. Produzimos,
    no período colonial, muito mais riqueza de exportação que a América do Norte
    e edificamos cidades majestosas corno o Rio, a Bahia, Recife, Olinda, Ouro
    Preto, que eles jamais conheceram.

    ResponderExcluir
  3. JOAO DUNS ESCOTO ( DOUTOR SUTIL).domingo, 08 janeiro, 2012

    PERDAO NA POSTAGEM, ACIMA A PALAVRA(SEGNIFICADO)O CERTO (significado).

    ÉTICA

    A ética é uma característica inerente a toda ação humana e, por esta razão, é um elemento vital na produção da realidade social. Todo homem possui um senso ético, uma espécie de "consciência moral", estando constantemente avaliando e julgando suas ações para saber se são boas ou más, certas ou erradas, justas ou injustas.

    Existem sempre comportamentos humanos classificáveis sob a ótica do certo e errado, do bem e do mal. Embora relacionadas com o agir individual, essas classificações sempre têm relação com as matrizes culturais que prevalecem em determinadas sociedades e contextos históricos.

    A ética está relacionada à opção, ao desejo de realizar a vida, mantendo com os outros relações justas e aceitáveis. Via de regra está fundamentada nas idéias de bem e virtude, enquanto valores perseguidos por todo ser humano e cujo alcance se traduz numa existência plena e feliz.

    O estudo da ética talvez tenha se iniciado com filósofos gregos há 25 séculos atrás. Hoje em dia, seu campo de atuação ultrapassa os limites da filosofia e inúmeros outros pesquisadores do conhecimento dedicam-se ao seu estudo. Sociólogos, psicólogos, biólogos e muitos outros profissionais desenvolvem trabalhos no campo da ética.

    Ao iniciar um trabalho que envolve a ética como objeto de estudo, consideramos importante, como ponto de partida, estudar o conceito de ética, estabelecendo seu campo de aplicação e fazendo uma pequena abordagem das doutrinas éticas que consideramos mais importantes para o nosso trabalho.

    PROBLEMAS MORAIS E PROBLEMAS ÉTICOS


    continua
    http://tpd2000.vilabol.uol.com.br/etica1…

    ResponderExcluir
  4. JOAO DUNS ESCOTO ( DOUTOR SUTIL).domingo, 08 janeiro, 2012

    PARA PODER FALA DE ETICA , TEM QUE SE TER EDUCAÇAO MAIS A EDUCAÇAO MORAL .
    MAS O QUE E A MORAL:

    O que é a moral? É o conjunto das coisas a que um indivíduo se obriga ou que proíbe a si mesmo, não para aumentar a sua felicidade ou o seu bem estar, o que não passaria de egoísmo, mas para levar em conta os interesses ou os direitos do outro, para não ser um malvado, para permanecer fiel a uma certa ideia da humanidade e de si. A moral responde à questão Que devo fazer? — é o conjunto dos meus deveres, ou seja, dos imperativos que reconheço como legítimos —- mesmo que, como qualquer pessoa, ocasionalmente os viole. É a lei que imponho a mim mesmo, ou que deveria impor-me, independentemente do olhar do outro e de qualquer sanção ou recompensa esperadas.

    Que devo fazer? e não: Que devem fazer os outros? Eis o que distingue a moral do moralismo. «A moral, dizia Alain, nunca é para o nosso vizinho»: aquele que se ocupa dos deveres do vizinho não é moral, mas moralizador. Haverá espécie mais desagradável? Discurso mais inútil? A moral só é legítima na primeira pessoa. Dizer a alguém: «Deves ser generoso» não é fazer prova de generosidade. Dizer-lhe: «Deves ser corajoso» não é fazer prova de coragem. A moral só vale para nós mesmos; os deveres só valem para nós mesmos. Para os outros bastam a misericórdia e o direito.

    ResponderExcluir
  5. Realmente, em Itaguaí, se faz necessário haver ÉTICA dentro dos meios políticos.

    O Golpe de mestre do Charlinho na desestruturação do G7 pode ter beneficiado alguns financeiramente mas deixou todos muito desgastados. Se era pra fazer isso, era melhor não ter feito. Como se dorme em PAZ depois de ter sido esculachado, humilhado e triturado moralmente após a divulgação do fim do G7?

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item