JOVENS DE ITAGUAÍ, VAMOS MONTAR UM GRÊMIO ESTUDANTIL NA SUA ESCOLA?

Esse é um convite a todos os alunos, professores e pais de Itaguaí! Construir e participar de um grêmio escolar é fundamental no proces...


Esse é um convite a todos os alunos, professores e pais de Itaguaí! Construir e participar de um grêmio escolar é fundamental no processo de politização e cidadania. Não se trata de usar os jovens para conseguir votos para alguém, como os políticos da cidade fazem. Trata-se de mostrar aos jovens, que como são o futuro do país, precisam ser politizados para não serem bonecos dos corruptos!!!!

Já sabemos que os donos de escolas, diretores, coordenadores, pessoal da Secretaria de Educação e aqueles que acham que os jovens não sabem fazer política e só servem para balançar bandeiras em comícios, ficaram contra essa nossa ideia mas vamos confiar na vontade e determinação dos jovens em lutar pelo seu espaço. OS CONTRA DIRÃO QUE NÃO PODEM SER CRIADOS OS GRÊMIOS MAS GARANTIMOS QUE PODEM SIM, BASTA VER A LEGISLAÇÃO. NÃO SE DEIXEM ENGANAR!!!!

Aqui vai um texto que explica a importância e mais abaixo, colocaremos links que orientam melhor sobre legislação que permite a criação e atuação dos grêmios, estatutos, projetos e demais informações. Pelo e-mail do Blog, podemos ajudar mais: politicadeitaguai@yahoo.com.br

Texto organizado por Ralph Tomaz*

O grêmio estudantil representa uma importante entidade de democratização da gestão da escola na medida em que constitui um espaço de participação política dos alunos na vida escolar, favorecendo a formação para a cidadania. Por sua vez, como a escola é um importante ente da vida comunitária, e tendo em vista que as ações políticas não podem ser restritas ao espaço físico desta, a criação e as ações do grêmio estudantil não se restringem ao ambiente escolar, mas tendem a disseminar-se por toda a comunidade que o cerca, possibilitando um estreitamento e fortalecimento dos laços comunitários. É exatamente sobre estas idéias que o projeto Grêmio Estudantil é edificado.

A experiência democrática inerente ao processo de formação e consolidação dos grêmios é também um importante processo pedagógico. Afinal, os alunos vivenciam no período de eleição a construção de uma chapa, constroem coletivamente planos de governo, pautados nos anseios deles próprios e dos demais estudantes; participam do pleito eleitoral e, posteriormente, gerenciam o grêmio. Ou, caso não sejam os vencedores ou sejam alunos que não participaram da disputa eleitoral, colaboram com os eleitos, cobrando-os ou construindo com eles a gestão estudantil.

Como uma ação política gera outra, necessariamente, no momento em que os jovens optam pela participação nos grêmios, naturalmente iniciam suas atividades reivindicando por melhorias no espaço físico da escola etc. Mas com o decorrer do tempo, logo passam a discutir temas de grande abrangência pública como projeto político-pedagógico, programas de cultura e lazer às juventudes presentes na unidade escolar, políticas de emprego, política educacional (com especial atenção ao acesso à universidade), violência, entre outros. Depois de acesa e alimentada, a chama da participação domina o espírito dos estudantes e os encoraja ao exercício da cidadania. Com o tempo, eles ocupam todas as instituições da escola (Conselho Escolar e Associação de Pais e Mestres), chegando muitas vezes a liderá-las, além de atuar em outras organizações externas ao ambiente escolar, superando em alguns casos as fronteiras comunitárias.
Infelizmente, não são todos os grêmios que alcançam plenamente esses resultados. Em parte isso ocorre pelos próprios limites da cidadania e da cultura cívica democrática no Brasil. Mesmo sendo a escola algo nada novo, trabalhar em seu território, aproveitar as suas potencialidades e superar seus obstáculos, a torna um espaço propício para o semear de perspectivas e colheita de soluções.

*Secretário Geral da UEE-RJ; Coordenador Geral do DCE – UNESA (Estácio de Sá); Ex-Vice-Presidente da AMES (Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas – Rio de Janeiro - RJ); Ex-Membro da UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas) e Ex-Coordenador Geral do Grêmio Estudantil da FAETEC Santa Cruz.

LEGISLAÇÃO

- Lei Federal 7.389 de 04/11/1985 - Dispõe sobre a organização de entidades representativas de estudantes de 1º e 2º Graus.

- Lei Federal 8.069 de 13/07/1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente, Art. 53 inciso IV – garante o direito dos estudantes de se organizar e participar de entidades estudantis.

- Lei Estadual 1.949 de 08/01/1992 - Assegura a livre organização dos estudantes.

- Resolução S.E. E 1.294 de 25/04/1986 - Aprova modelo de estatuto dos grêmios estudantis.

Estatuto e Atas



 
 Podem contar com o Blog Política de Itaguaí para maiores informações e orientações sobre como criar um grêmio estudantil na sua escola.


E-MAIL: politicadeitaguai@yahoo.com.br

Postar um comentário

  1. boa essa proposta eu ja fui presidente duas vezes de gremio estudatil eu apoio se precisar a juventude do partido dos trabalhadores auxilia e dar uma força JPT ITAGUAI

    ResponderExcluir
  2. Imagino que nossos jovens não precisarão da "ajuda" dos partidos, pois eles só pensam em usá-los como massa de manobra. Queremos jovens politizados, não alienados.

    ResponderExcluir
  3. Concordo inteiramente com a opinião de Harry Houdini. Pois por melhor que seja a "Intenção" dos partidários, a juventude sempre sai como modo barato de campanha para os políticos.Então parafraseando-o :"Queremos jovens politizados,não alienados".

    ResponderExcluir
  4. É isso é a mais pura verdade. A ajuda de partidos sempre pe algo em troca. Mas sempre existem pessoas com experiencia pra isso que não querem nada em troca para auxilia-los. Um bom exemplo é o proprio blog. Otima iniciativa.

    ResponderExcluir
  5. carla S. da M. Paes de Araujoterça-feira, 28 fevereiro, 2012

    Nossa escola já possui Grêmio Estudantil. No inicio foi dificil dos alunos entenderem seu papel, agora depois de 2 anos, eles estão mais participativos das atividades e procurando se organizar mais.
    Carla Paes - E.M. Das Acácias - Itaguaí

    ResponderExcluir
  6. Bom dia!

    Quando eu era estudante de ensino médio, participei do Grëmio Livre Estudantil do Cefet-MG (Gestão 2001/2002). Ao fim da gestão, escrevemos um pequeno livro, para contar as nossas experiências e reflexões. Estou enviando o endereço em que postamos o estudo, na internet, para divulgação. Espero que possa ser útil de alguma maneira para vocês. O link é:
    http://pt.scribd.com/doc/91030579/Estudo-aos-Gremios-Estudantis

    Boa sorte!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item