O tribunal da consciência e a corrupção (Por Leonardo Boff)

Leonardo Boff* - JORNAL DO BRASIL O corrupto ama a escuridão e abomina a luz. Ele sabe o quanto é condenável o que pratica.  É nesse po...

Leonardo Boff* - JORNAL DO BRASIL


O corrupto ama a escuridão e abomina a luz. Ele sabe o quanto é condenável o que pratica. 
É nesse ponto que se anuncia a consciência. ...

Ela possui a natureza de uma voz interior que não consegue ser calada. Exemplifiquemos: em 310 o imperador romano Maximiano mandou dizimar uma unidade soldados  cristãos porque, depois de uma batalha, se negaram a degolar inocentes. Antes de serem executados, deixaram uma carta ao imperador: ”Somos teus soldados e temos as armas em nossas mãos. Entretanto, preferimos morrer a matar inocentes, a ter que conviver com a voz da consciência nos acusando” (Passio Agaunensium)...

Que poder possui essa voz interior a ponto de vencer o medo natural de morrer e aceitar ser morto? Ela admoesta, julga, premia e castiga. Com razão Sócrates e Sêneca testemunhavam que a consciência ”é Deus dentro de ti, junto de ti e contigo”. Kant, o grande mestre do pensamento ético, dizia que “a consciência é um tribunal interno diante do qual pensamentos e atos são julgados inapelavelmente”. Foi esse filósofo que introduziu claramente a distinção entre preço e dignidade. Aquilo que tem preço  pode ser substituído por algo equivalente. Entretanto, há uma instância em nós que está acima de todo preço e que, por isso, não admite nada que a substitua: essa é a “dignidade humana”, fundada na consciência de que “o ser humano é um fim em si mesmo e que não pode jamais servir de meio para qualquer outra coisas”.

O mau e o corrupto se escondem sem que ninguém os procure, e fogem  sem que ninguém os persiga. Donde lhe vem esse medo e pavor? Quem é esse que vê os dinheiros escondidos e para os quais não existem cofres secretos nem senhas para abri-los? Para ela não há segredos dentro de quatro paredes palacianas ou em obscuro quarto de hotel. O corrupto sabe e sente que a consciência é maior que ele mesmo. Não possui poder sobre ela. Não a criou. Nem pode destruí-la. Ele pode desobedecer ao seus imperativos. Negá-la. Violentá-la. Mas o que ele não pode é silenciá-la.

Por que aventamos esse clamor íntimo? Porque estamos interessados em conhecer os tormentos que a má consciência inflinge ao coração e à mente daquele corrupto que  desviou dinheiro público, que se apropriou das poupanças dos trabalhadores e dos idosos e que, desmascarado, teve que inventar mentiras e mais mentiras  para esconder o seu malfeito. Mas não há nada escondido que um dia não venha a ser revelado.

Mesmo que saia absolvido em um tribunal, porque contratou advogados hábeis em fazer narrativas tão lógicas que encobriram seu crime e convenceram os magistrados, ele não consegue escapar do tribunal interior que o condena. Uma voz o persegue para onde for, acusando-o de indigno diante de si mesmo, incapaz de olhar com olhos límpidos para sua esposa e filhos, e conversar com coração aberto com seus amigos. Uma sombra o acompanha e lhe rouba a irradiação que nasce da bondade originária de uma consciência serena e feliz. A vida o amaldiçoa porque traiu a verdade, violou sua própria dignidade e se fez desprezível diante de sua própria consciência. 

* Leonardo Boff, escritor, é teólogo e filósofo. - lboff@leonardoboff.com

http://www.jb.com.br/leonardo-boff/noticias/2012/08/27/o-tribunal-da-consciencia-e-a-corrupcao/

Notícias Relacionadas

Política 2951032201594760614

Postar um comentário

  1. Em outras palavras,seja justo,honesto, e digno.Faça o bem sem saber a quem; e ou deitar-se : ponha a cabeça no travesseiro e durma !!!!!

    ResponderExcluir
  2. Leonardo Boff, um dos grandes pensadores do Brasil!

    ResponderExcluir
  3. Na verdade o corrupto não tá nem aí pra consciência. Ele só pensa em roubar cada vez mais.

    ResponderExcluir
  4. ESSE TEXTO PARECE COM ALGUÉM Q É VERDE ACHO Q VI EM ALGUM FOLHETO TEMPOS A TRAZ

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item