PELO FIM DO SISTEMA DO “PIRES NA MÃO” (Por Eduardo Teffé)

por Eduardo Teffé Até aqui o sistema cultural é quase inexistente. Os que tentam povoar a cidade com arte têm caminhado quase no sent...

por Eduardo Teffé

Até aqui o sistema cultural é quase inexistente. Os que tentam povoar a cidade com arte têm caminhado quase no sentido heróico. Não existe um trabalho continuado do poder público de formação de público. A disponibilização dos espaços não tem uma lógica aparente, a gestão parece ser exercido por não profissionais, bem como o sistema parece não ter interesse em ferramentas de contemplação por mérito ou competência.

É bem verdade que esse sistema de pires na mão também é alimentado por boa parte dos “artistas” que optam por não se qualificar e muitas das vezes prefeririam apostar no “puxa-saquismo” político ao invés da união dos coletivos por uma política cultural para a cidade (pensam “farinha pouca , meu pirão primeiro).

Mas ainda dá tempo de mudar e usar a cultura como vetor de melhoria social e de potencializAÇÃO das subjetividades. Escolas e artes, cursos descentralizados, editais e conselhos de cultura e ocupação do espaço público são o mínimo que uma gestão séria implementaria e que por si só, faria a cultura de Itaguaí progredir exponencialmente. TORÇAMOS!

Por Eduardo Teffé - Colunista do Blog Política de Itaguaí

Notícias Relacionadas

Reclamações 160814107303545713

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item