Prefeito de Itaguaí recebe as reivindicações do MOVIMENTO A HORA É JÁ!!!! Agora temos que cobrar soluções - LEIA O MATERIAL

Hoje, 10 de julho de 2013, o Movimento A HORA É JÁ (movimento criado após o 1° ato/protesto do dia 21 de junho de 2013 em Itaguaí) , entrego...

Hoje, 10 de julho de 2013, o Movimento A HORA É JÁ (movimento criado após o 1° ato/protesto do dia 21 de junho de 2013 em Itaguaí), entregou ao Prefeito Luciano Mota, a pauta de reivindicações iniciais. Tal lista foi elaborada numa reunião, no dia 04 de julho e nessa mesma reunião, foi constituída de forma democrática, uma comissão que ficou encarregada de levar o material até o Prefeito e a Câmara Municipal.

Não citaremos nomes dos membros da comissão, para que não pareça promoção pessoal de alguém. Todos foram representando os anseios da população de Itaguaí e não interesses pessoais!


Com essa ação, podemos dizer que o POVO DE ITAGUAÍ SAI VENCEDOR pois entregou nas mãos dos governantes algumas das questões que estão afligindo a cidade e já teremos embasamento para dizer que ele sabia e se não resolver, o povo vai voltar as ruas para brigar mais uma vez!!!!

O PREFEITO FICOU DE AVALIAR AS REIVINDICAÇÕES E EM BREVE VAI RESPONDER!!!! 

GRUPO NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/groups/141663772704092/?fref=ts

LEIA O 1° DOCUMENTO ENTREGUE, ABAIXO:


MOVIMENTO A HORA É JÁ!!!!
Itaguaí, 09 de julho de 2013.

Pauta de Reivindicações

Nós, cidadãos itaguaienses, apresentamos as autoridades competentes da nossa cidade, as reivindicações coletivas, que em nosso entender são fundamentais para Itaguaí.

1 - ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

- A implantação em Itaguaí desse modelo de construção do orçamento da cidade é fundamental para a democracia.

2 - SAÚDE

* Contra a privatização da saúde;
* Contra a privatização do HMSFX;

- Imediata abertura de uma CPI da saúde, para investigar os motivos de tantos problemas.

3 - EDUCAÇÃO

* Fortalecimento do conselho Municipal de Educação;
* Por que caiu a qualidade da merenda escolar?
* Falta material de higiene básica;
* Educar mais – não há pessoal qualificado;
* Criação de um conselho de pais;
* Eleição para diretores;
* Na eleição do Conselho de Educação quem pode participar e quando acontecem as eleições?
* Abertura de fórum para discutir os problemas da educação. Só a direção que fala. Porém a população que deveria participar;
* Clareza na verba do FUNDEB;

4 - TRANSPORTE

- Acabar com o monopólio dos transportes das empresas: Expresso Mangaratiba e Real Rio;
- Passe livre para estudantes;
- Redução de tarifas;
- Imediata abertura de uma CPI dos transportes públicos para entendermos a precariedade;
- Divulgação do contrato de concessões para as empresas de transporte público que atuam em Itaguaí;
- Exigimos qualidade dos veículos e quadro dos respectivos horários;
- Ampliação dos horários noturnos;
- Ponto de ônibus com mais qualidade.

5 - EMPREGO

- Emprego para moradores nas empresas que chegam no município, o que deveria ser 51% para a própria população, cumprindo a lei municipal;
- Curso de qualificação – medida compensatória para empresas que venham de fora.
- Convocação imediata dos aprovados no Concurso Público e abertura de novos.

6 – CÂMARA MUNICIPAL

- Transparência para a população sobre as sessões da Câmara Municipal;
- Pesquisa sobre as atas de sessões, leis e demais ações aprovadas;

7 - CULTURA

* Transparência na verba para a cultura;
* Reativação do teatro;
* Ampliar/ incentivar  programa extensivo de cultura nas escolas;
* Reativar festival anual de cultura (teatro, música)
* Ampliar a biblioteca municipal;
* Reativar o espaço histórico.

Documento construído na plenária do dia 04 de Julho de 2013.
Recebido:

________________________________________________
Data: ___________________________________________

Notícias Relacionadas

Vereadores 952270091526687605

Postar um comentário

  1. PArabéns pela iniciativa, a até pouco tempo atrás o povo era mudo e mero espectador, e agora tem vez e voz, e que isso se multiplique e cresça cada vez mais ! PARABÉNS !

    ResponderExcluir
  2. Acho q ficou faltando algo muito importante, "SEGURANÇA", plano para melhora do policiamento do município, não só para o Centro, mas também em bairros afastados como STª Cândida, Teixeira, Mazomba, Chaperó, Piranema...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E,também,em Coroa Grande,Vila Geni e Brisamar,onde a violência vem crescendo assustadoramente!!!

      Excluir
    2. meu querido, policiamento é obrigação do poder estadual.

      o prefeito não pode fazer muita coisa.

      Excluir
  3. Parabens, só senti falta de um cronograma, quanto tempo o Prefeito terá para responder e implantar as ações?????????? temos que amarrar bem esse tempo.

    Parabens novamente.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns... só senti falta de um cronograma, quanto tempo o prefeito terá para responder??????? e depois de respondido em quanto tempo as ações vão ser implantadas ?????????????

    Parabens..

    Quando será a proxima reunião??? gostaria de participar.

    Obrigada.

    ResponderExcluir
  5. É SERIO QUE TEM UMA LEI QUE DIZ QUE 51% DOS TRABALHADORES DAS EMPRESAS TEM QUE RESIDIR NA CIDADE?

    ISSO É INCONSTITUCIONAL.

    QUANTO AO RESTO ACHEI LEGAL A PARTE DO TRANSPORTE DEVERIA EXPLICAR PQ O DETRO NÃO PODE ATUAR DENTRO DA CIDADE

    ResponderExcluir
  6. Concordo com a Ana Cristina. V.Sas. não deram prazo? Alguém assinou, acusando o recebimento? Quem assinou a Pauta de Reivindicações? Grata.

    ResponderExcluir
  7. É, agora o Prefeito já recebeu os representantes da manifestação e estes já mostraram a sua cara, tomara mesmo que o interesse seja mesmo voltado para o coletivo, o que é fundamental para o crescimento de nosso Município.

    ResponderExcluir
  8. Ninguém nunca disse que seria uma tarefa fácil, pelo contrário... árdua e perdurará até o tempo necssário!!!

    ResponderExcluir
  9. Achei ruim as propostas. Vagas, inobjetivas e muito pouco embasadas. Falo pela saúde, onde trabalho. Vejam:

    - Contra a privatização da saúde e do HMSFX.

    Em algum momento alguém disse, no Brasil, que a saúde seria privatizada??? NÃO... Nem nunca dirá, pois saúde é e sempre será pública, enquanto vigorar a constituição federal de 88.

    Ou seja: não faz o menor sentido escrever isso para o prefeito. Ele vai ler e colocar na gaveta.

    O que está em pauta é a entrada das OSs, que são empresas privadas, e seus contratos de gestão na saúde. Ou seja: eu contrato uma empresa para gerenciar a saúde, não para ser a dona dela. Existem prós e contras:

    Prós:
    1) Desburocratização para as compras hospitalares (muito mais rápido do que abrir pregão, licitação, concorrência, etc para comprar um remédio, por exemplo...)

    2) Desburocratização na movimentação de pessoal (contratações via CLT com direitos garantidos - Férias, FGTS, 13 salario).

    3) Flexibilidade de negociação salarial, reajustes, etc.

    4) Implantação de metas na saúde

    Contras:

    1) A sacanagem que existe por trás destes contratos - naturalmente, as empresas Lucram com eles. Esperem para ver quantos milhões $$ serão.

    2) A OS não melhora a saúde, ao contrário do que muitos pensam. A OS vai fazer uma grande maquiagem no hospital, melhorar a hotelaria, agilizar a burocracia. Mas no fundo, a saúde não mudará. É só ver a experiência do RJ. Por sinal, a própria câmara dos vereadores do Rio se arrependeu de criar esta mesma lei das OSs em 2009.

    3) A existência de diferenças salariais entre os funcionários. No Estado do Rio por exemplo, existem em um mesmo setor funcionários estatutários, fundacionistas e contratados pela OS cada um com um salário diferente.

    Estatutários não se preocupem: vocês ficarão exatamente onde estão!

    O que muda a Saúde pra valer é seguir os preceitos básicos do SUS: descentralização, hierarquização, pactuação. Ou seja, quem trabalha na saúde tem, antes de mais nada, entender O QUE É O SUS. Para onde deve ser encaminhado cada tipo de paciente, por quê os pacientes internam no hospital, quais exames devem ser solicitados, quando... O Brizola já dizia que o conceito de educação vem antes do conceito de saúde, e estava certíssimo.

    Não adianta aumentar o salário, trazer estrangeiros, desaprovar o ato médico. O que muda a saúde é a educação!

    Vejam o exemplo do Rio!




    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item