E a saúde em Itaguaí continua uma vergonha

Já sabemos que o governo dirá que em todo o Brasil está ruim, então aqui tem que ser igual. Já sabemos que um dia Itaguaí terá um hospital...

Já sabemos que o governo dirá que em todo o Brasil está ruim, então aqui tem que ser igual. Já sabemos que um dia Itaguaí terá um hospital referência do Brasil mas até lá, quantos mais sofrerão e morrerão?

Já sabemos que o Governo vai chamar o blog de oposição, vai associar a algum político (para tentar desqualificar o que estamos divulgando) e que não estamos ajudando a cidade divulgando isso e muito mais que está errado.

Leiam o trecho abaixo e entenderão por que nossa paciência acabou!!!!

Por Ivani Ferreira
"Quinta feira passada dia 28 de Setembro de 2013, o cidadão Itaguaiense, Luís Bomfim, foi internado na Unidade de Pronto Atendimento da cidade de Itaguaí, apresentando um severo quadro de hipertensão. Após exames confirmou-se que o Sr Luis Bomfim havia sofrido um Enfarto Agudo do Miocárdio. A recomendação médica naquele momento foi que o Sr. Luís Bomfim, necessitava submeter-se a um cateterismo, afim de que se avaliasse a extensão da obstrução das artérias, para que assim se pudesse estabelecer o tratamento.
O Sr. Luís permaneceu internado no período de 27 a 01/10/2013, sendo atendido por diversos plantonistas.
Começamos aqui nosso relato de horror, descaso e incompetência dos médicos e das autoridades publicas municipal e estadual.
Relato do paciente Luis Bomfim: após o primeiro dia de internação, a pressão arterial do paciente continuava oscilando entre 22/16, o mesmo sentia uma forte dor de cabeça. Solicitou uma medicação ao médico de plantão para alivio da dor.
E recebeu a seguinte resposta: Eu não estou preocupado com sua pressão arterial, pois o senhor não tem sintomas de AVC (acidente vascular cerebral), vou prescrever Dipirona Sódica. Como a dor não passou. O Sr. Luís Bomfim, solicitou a outro plantonista que o medicasse com um medicamento para baixar a pressão arterial. Este novo plantonista, prescreveu à medicação e em poucas horas o Sr. Luís Bomfim passou a sentir melhor.
No sábado dia 28 /10 seu estado geral era mais estável.
No entanto continuava pendente, onde e quando o Cateterismo seria realizado, já que a Unidade não possuía recursos técnicos para efetuar o procedimento.
Após muitas idas e vindas e tramites burocrático e a intervenção de amigos, estabeleceu-se que o exame seria efetuado no Hospital na cidade de Vassouras.
Parecia tudo certo, ledo engano, necessitava de uma ambulância, afim de que fosse transferido ao Hospital.
Começa então uma nova saga, conseguida a ambulância para que a transferência fosse efetuada, surge mais um revés. O hospital de Vassouras só receberia o paciente se fosse acompanhado por um médico durante o trajeto entre Itaguaí e Vassouras.
O médico de plantão quando informado dessa exigência do Hospital de Vassouras, respondeu a Sr. Luís Bomfim que não o acompanharia, pois era pago pela UPA e não pelo Hospital onde os exames seriam realizados.
O Sr. Luís Bomfim nesse momento, discutiu com o Sr. Dr. Médico afirmando que este era pago, pelos contribuintes e cidadãos de Itaguaí, mas o argumento foi em vão.
A solução dada pelo serviço social da UPA, foi de que o Sr. Luís Bomfim recebesse alta e se encaminhasse por sua conta e risco para os procedimentos em Vassouras.
E pasmem senhores (o paciente enfartado) recebeu alta da Unidade de Pronto Atendimento de Itaguaí, sem nenhuma prescrição médica e voltou para casa, para que hoje dia 02/10/2013 seguisse para o Hospital de Vassouras por sua própria conta. A cidade de Vassouras fica mais ou menos a 1 hora e meia da cidade de Itaguaí.
Eu em nome de todos os cidadãos que vivem na cidade de Itaguaí e em tantas outras cidades semelhantes venho á publico denunciar a falta de responsabilidade da Secretária da Saúde do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Itaguaí, na figura de seu Secretário de Saúde do Coordenador e Médicos locados na Unidade de Pronto Atendimento.
Aqui, não se trata a pessoa do Sr. Luís Bomfim, mas, de todo e qualquer cidadão neste País que se utiliza dos serviços Públicos de Saúde.
Trata-se da omissão e descaso com preservação e cuidado para com a vida humana.
Trata-se de políticos, gestores e médicos descompromissados com seus papéis na sociedade.
Pergunto-me por que, como um profissional médico, exerce sua profissão se não consegue estar comprometido com a saúde e bem estar de seus pacientes?
Gostaria de frisar também o belo trabalho e dedicação da equipe de enfermagem da UPA, que em todos os momentos procurou dar ao Sr. Luís Bomfim o máximo de conforto e orientação, diferentemente, da equipe médica.
Talvez, por que os técnicos de enfermagem estejam mais sensibilizados e conscientes de que estão tratando com seres humanos que estão passando por um momento de fragilidade.
Gostaria imensamente que cada político desse País fosse atendido pelas unidades Publicas de Saúde, afinal, prezados Vereadores e Prefeitos de cidades como Itaguaí, vosso salário, assim como dos médicos da rede pública são pagos com os impostos recolhidos de cada cidadão brasileiro.
Não invertam os papéis, vocês são funcionários dos cidadãos brasileiros, e não ao contrário.
O cidadão não é seu escravo ou capacho.
Portanto a responsabilidade pelo que acontecer ao Sr. Luís Bomfim e a tantos outros como ele recaí, sobre o Município de Itaguaí e o Estado do Rio de Janeiro.
Tenham certeza de que a cobrança será feita e os responsáveis penalizados na forma da lei.
Ivani de Souza
São Paulo, 02 de Outubro de 2013.

Notícias Relacionadas

Reclamações 2387491467457936087

Postar um comentário

  1. "Todo político e seus familiares deveriam utilizar somente o Sistema Único de Saúde e a Educação Pública, pois eles são os responsáveis pela excelência do serviço"!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Com certeza o atendimento seria bem melhor!

    ResponderExcluir
  2. Na UPA não existem servidores concursados da prefeitura de Itaguaí, somente contratados terceirizados.

    São em sua imensa maioria médicos recém-formados, descompromissados, de péssima formação e qualidade, que estão única e exclusivamente ali para ganhar o seu salário. Sabem que possuem o São Francisco como retaguarda para a transferência dos pacientes (e resolução de todos os seus problemas).

    Pasmem: Já presenciei, entre tantas outras atrocidades, uma criança que recebeu alta da UPA e foi encaminhada ao hospital (por meios próprios) com acesso venoso. A criança veio trazida pela mãe, de ônibus, com aquela "borrachinha para injetar medicamentos no braço". INACREDITÁVEL..

    Os médicos da UPA ganham um excelente salário em comparação aos contratados que atuam no hospital, aos médicos efetivos, e aos demais médicos do Estado. Cerca de 10.000 reais por mês para um plantão semanal de 24h. Se não for o melhor é um dos melhores salários do Estado.

    Vejam que baixos salários não estão relacionados ao mal trabalho.

    Infelizmente, essa é a mentalidade podre dos gestores: não estão preocupados com a QUALIDADE de seus serviços. A unica preocupação é que a UPA esteja aberta, pois assim o município recebe a verba federal de manutenção da unidade. Se funciona bem ou mal, se se fazem atrocidades lá, não importa.

    Infelizmente nós criamos a cultura de que "tudo que é público é ruim". Antigamente dizia-se o contrário: os melhores médicos eram do serviço público, as melhores escolas eram as públicas, etc.

    Passamos, antes de mais nada, por uma crise moral gravíssima. Quem somos nós? o que nós queremos? Trabalhar para o serviço público ou contribuir mais ainda para a destruição dele?


    Não sei onde isso vai parar...




    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item