DEBATE: Palavras e argumentos de quem defende o Governo Mota e as palavras e argumentos de quem está indignado com o desgoverno Mota

Para abrir o debate, o Blog deixará aqui registrada a opinião de duas pessoas influentes na cidade:  Toni Coelho - Secretário de Esporte...

Para abrir o debate, o Blog deixará aqui registrada a opinião de duas pessoas influentes na cidade: 

Toni Coelho - Secretário de Esportes da Prefeitura de Itaguaí: 

"O povo trabalhador e ordeiro de Itaguaí deu uma demonstração de inteligência ao não se deixar levar pelo obaoba virtual comandado por politiqueiros sem voto que tem um único objetivo:não deixar o prefeito trabalhar para facilitar a volta dos que ainda estão por aí, fomentando tudo isso. O Prefeito deve ser cobrado por seu mandato, que diga-se de passagem não chegou nem na metade.A palavra de ordem agora é :DEIXEM O HOMEM TRABALHAR...O povo demonstrou hoje que prefere o Futebol 'a politicagem barata." 

Marcelo Godinho - Diretor do Jornal Atual 

"Toni Coelho, você me deixou com algumas exclamações a fazer: a manifestação reclamava justamente porque o prefeito NÃO ESTÁ TRABALHANDO e ela, a manifestação, não o impediu ou o impede de trabalhar. Você deve ler o JORNAL ATUAL, lá são várias as denúncias que fizemos, para citar: pessoas morrendo no hospital e na UPA (uma única vida já seria o bastante para reclamar, mas o saldo é muito maior); postos de saúde fechados; alunos sem uniformes (durante muito tempo ficaram sem o que comer nas escolas); perdas de receita, como os R$ 42 milhões/ano que deixamos de arrecadar com os royalties de petróleo; a escandalosa Tristar, empresa criada para faturar o lixo da cidade, bem como a Mov Carga, que aluga os 180 carros para a prefeitura; e outros contratos milionários de origem duvidosa; a falta de dialogo com a população, desrespeito com os meios de comunicação... O povo, Toni, não conseguiu ir às ruas porque impediram as vans, kombis e ônibus municipal de circular. Se eles agissem assim com os demais setores da prefeitura este governo pífio seria muito melhor. Eles são inteligentes quando o interesse é atingir alguém, neste caso a manifestação. Não sei por onde você anda, Toni, mas em minhas andanças não encontro um que esteja satisfeito com a conduta deste prefeito , um verdadeiro artista, merecedor de oscar por sua atuação. Não acredito que ele deixe o cargo antes de findar o seu mandato. A Câmara seria a única capaz disto, mas ela esta vendida e você sabe disso. Você, que foi meu candidato na eleição que elegeu este prefeito - que teve meu voto também -, com todo direito que tem de se manifestar, diria que não foi feliz na condução de suas ideias... O povo não quer só pão e circo e futebol, quer dignidade. Eu ajudei na manifestação, Toni... também sou filho de Itaguaí, acima de tudo busco contribuir com uma cidade melhor. e acho que estou fazendo isso, seja no jornal seja incentivando que as vozes sejam ouvidas. Quem estava na manifestação eram famílias da cidade que moram e trabalham e esperam um município melhor. DINHEIRO não falta nesta cidade, falte alguÉm competente e QUE TRABALHE. EU vou te dizer: DIA 5 DE JULHO seria um bom dia para todos voltarem as ruas. O que acha, Sergio Prata?" 

Esse debate está acontecendo no Grupo Boca no Trombone, do facebook. CLIQUE AQUI E ENTRE NO GRUPO. 

DENTRO DO QUE AQUI FOI PUBLICADO, QUAL SUA OPINIÃO? VAMOS AO DEBATE:

Notícias Relacionadas

Vereadores 6595786470067214028

Postar um comentário

  1. Nao entendo o motivo que Toni Coelho esta tao ofendido,quer dizer até compreendo, que ele,filho e demais familiares nao precisam atendimento no hospital municipal,upa ou postos de saúde.Entendo,também que ele nao tem filho matriculado na rede municipal.Mas pensei e fui enganado que ele representaria o povo e lutaria pelos nossos direitos.Na próxima eleiçao já sei que nele nao voto.

    ResponderExcluir
  2. LUCIANO VOCÊ NÃO É EFETIVO, GRAÇAS A DEUS.....

    SUA HORA VAI CHEGAR! AÍ VOCÊ VAI TER QUE PRESTAR CONTA AO TCU KKKKKK

    ResponderExcluir
  3. ELES TEM O TEMPO CURTO PARA METER A MÃO NO DINHEIRO PÚBLICO, SENDO QUE O TCU ESTA DE OLHO EM VOCÊS.KKKKKK

    ResponderExcluir
  4. eu sei que toda manifestação sem controle dará nisso:
    A pessoa física nunca poderá ser sujeito passivo
    de ato de improbidade?
    Não. O sujeito passivo da improbidade é sempre pessoa jurídica, como
    indicado no artigo 1o, parágrafo único, da Lei n. 8.429/1992 (LIA), antes
    examinado. Isso decorre da própria finalidade da lei, de proteger a
    moralidade administrativa.
    A pessoa física pode, eventualmente, ser prejudicada por um ato de improbidade,
    mas a situação que configurar improbidade sempre envolverá
    uma pessoa jurídica também lesada com a conduta ímproba.
    Veja-se o seguinte exemplo. Prefeito municipal despreza a ordem
    de chamada de candidatos aprovados em concurso público que está
    prestes a perder a validade e chama um candidato que está no final
    da lista para ocupar determinado cargo público. Esse favorecimento
    representa ato de improbidade que lesa a moralidade pública e prejudica
    os candidatos que, mais bem classificados, tinham preferência na
    ordem de convocação.
    Ainda que prejudicada por ato de improbidade, a pessoa física não tem
    direito de promover a respectiva ação. O particular prejudicado pode, em
    tese, requerer indenização e até mesmo promover ação popular, mas não
    pode propor ação de improbidade.
    mas com os orgãos publicos certos poderemos sim colocar o prefeito no olho da rua:
    Conselhos de Fiscalização do Exercício Profissional
    podem ser vítimas de ato de improbidade
    administrativa?
    Sim. Esses Conselhos destinam-se a controlar e fiscalizar o exercício
    de determinadas profissões regulamentadas em lei. O objetivo é
    preservar o interesse público ao adequado desempenho da atividade
    profissional. Alguns exemplos: Conselho Regional de Engenharia
    e Arquitetura (Crea), Conselho Regional de Medicina (CRM), Conselho
    Federal de Odontologia (CFO). Os integrantes da categoria profissional
    são obrigados por lei ao pagamento da contribuição em favor do
    respectivo Conselho. Ocorre aqui situação semelhante àquela que se
    passa com os sindicatos.
    Nas palavras de Emerson Garcia e Rogério Pacheco Alves,
    tais contribuições, na medida em que estão previstas em lei e são
    de imperativo recolhimento, devem ser efetivamente consideradas
    como recursos públicos, ainda que o numerário não seja fisicamente
    retirado do erário, isto é, não provenha imediatamente
    do governo (2004, p. 219).
    Sujeitos passivos dos atos de improbidade administrativa 27
    É difícil encontrar ação judicial de improbidade que tenha sido ajuizada
    por Conselho de Fiscalização do Exercício Profissional. O Tribunal
    Regional Federal da 1a Região, ao analisar o Agravo de Instrumento
    2003.01.00.029533-3/GO, admitiu a ação de improbidade, que fora proposta
    pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura/GO, embora
    não tivesse havido discussão específica sobre a legitimidade do Conselho
    para, na condição de prejudicado com o ato de improbidade, ajuizar
    a ação correspondente.
    então é só saber como proceder que esse prefeito e todos os vereadores com improbidade administrativa podem cair fácil fácil nas nossas mãos. é só o povo querer.
    fonte: http://escola.mpu.mp.br/linha-editorial/outras-publicacoes/100%20Perguntas%20e%20Respostas%20versao%20final%20EBOOK.pdf

    ResponderExcluir
  5. O TCU tem que investigar mesmo,na secretaria de educaçao, vários funcionários que assumiram cargos trouxeram parentes para contrato,o pior é que essas pessoas nao tem o mínimo de condiçoes.Nao sei que critério foi utilizado para que tantas pessoas sem compromisso e competencia fossem contratadas para assumir cargos numa secretaria de educaçao.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item