O Grande Circo na política em Itaguaí - por Aramis Brito

O circo está montado: os vereadores trapezistas resolveram caminhar na corda bamba da dissimulação, andarão na linha tênue do engodo até o...

O circo está montado: os vereadores trapezistas resolveram caminhar na corda bamba da dissimulação, andarão na linha tênue do engodo até o final do espetáculo, para eles o povo serve apenas para pagar o ingresso, serve apenas para bancar os seus salários oficiais e oficiosos. O dono do circo e que possui a chave do cofre tem os trapezistas nas suas mãos, é ele quem determina como será o espetáculo, é ele quem manda em alguns domadores que estão sempre a postos para amansar alguns trapezistas rebeldes. O circo está montado e alguns atores fazem por um bom dinheiro o papel de bobos da corte, esses prendem a atenção da plateia proporcionando cenas tragicômicas, eles colocam fantasias de secretários e fazem o povo sorrir e chorar ao mesmo tempo. O dono do circo tem um funcionário que é o seu ator principal, é o mágico, esse possui uma sagacidade impressionante, ele tira num passe de mágica o dinheiro da plateia e dá uma parte para o dono do circo, o mágico é terrível e o dono do circo não abre mão dele, começaram o circo juntos, são sócios. A platéia está decepcionada com o circo, viu que está sendo lesada, a platéia que sustenta o circo está em greve, ela descobriu que o interesse do circo é saquear tudo o que pode da cidade e dos seus moradores. Sem platéia o circo perde a força, acabou a graça, o dono do circo, os trapezistas, os bobos da corte e o mágico não convencem mais ninguém. Chega de circo.

Por Aramis Brito - Colunista do Blog Política de Itaguaí

Notícias Relacionadas

Vereadores 8011338559048605321

Postar um comentário

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item