Câmara Municipal de Itaguaí CASSA mandato de Luciano Mota - EX-PREFEITO fica INELEGÍVEL e PERDE direitos políticos - WESLEI PEREIRA toma POSSE como PREFEITO imediatamente!

Vereadores que inicialmente votariam contra a cassação, voltaram atrás e votaram pela cassação, Dr. Marco Barreto foi leal ao Mota ...


Vereadores que inicialmente votariam contra a cassação,
voltaram atrás e votaram pela cassação, Dr. Marco Barreto foi leal ao Mota até o fim

A Câmara dos Vereadores de Itaguaí, na Baixada Fluminense, decidiu cassar o mandato de Luciano Mota (sem partido), afastado após denúncias de corrupção no município, nesta quarta-feira (8). Eram necessários votos favoráveis de 12 dos 17 vereadores para que o mandato fosse interrompido. Foram 14 votos a favor da cassação, 1 voto contra e 2 vereadores ausentes.

Luciano Mota, ex-PSDB, foi afastado da prefeitura em abril de 2014 por determinação da Justiça Federal. Ele é acusado de chefiar uma quadrilha que desviava verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) e dos royalties do petróleo. Entre os bens apreendidos do ex-prefeito estava uma Ferrari.

Instrumento de cassação de Luciano Mota pronto para ser assinado

A sessão na Câmara votou o relatório de uma comissão processante que pediu a cassação por indícios de superfaturamento na obra de uma ponte. A construção custou R$ 1,8 milhão, mas uma auditoria feita pelo atual prefeito, Wesley Pereira (PT), constatou que o valor deveria ter chegado no máximo a R$ 900 mil.


Weslei Pereira toma posse no saguão da câmara momentos após a cassação de Luciano Mota 


Entenda o caso

Luciano Mota (PSDB), prefeito afastado de Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio, foi indiciado por associação criminosa, lavagem de dinheiro e fraude em licitações. Ele esteve na sede da Polícia Federal para entregar seu passaporte.

Mota foi afastado da prefeitura por decisão é do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2). Ele é investigado pela Polícia Federal por desvio de dinheiro público do SUS e dos royalties do petróleo. O desembargador Paulo do Espírito Santo determinou a busca e apreensão de um helicóptero, e de três carros de luxo. O helicóptero, avaliado em R$ 4 milhões, foi apreendido nesta quarta em São Paulo.

Segundo o desembargador, o esquema de desvio de verbas começava com licitações viciadas, como a que foi vencida pela empresa Tristars, que faz a coleta de lixo na cidade. A empresa pagava propina a homens de confiança do ex-prefeito, e estava envolvida na compra da Ferrari apreendida em dezembro, segundo a Justiça. O helicóptero também foi comprado por um empresário ligado à Tristars.

A Polícia Federal começou a ouvir vereadores suspeitos de receber propina e está investigando empresas queeram ligadas ao esquema de lavagem de dinheiro, algumas delas de aluguel de veículos.

Notícias Relacionadas

Sessões da Câmara 7361445901579752313

Postar um comentário

  1. Será que agora Itaguaí vai ficar mais tranquila?
    Será que os Itaguaienses vão poder ter serviços de internet de qualidade for do monopólio da OI?
    Será que vamos ter a NET, GVT, LIVE TIM, A JATO concorrendo em qualidade de internet e preços mais acessíveis como ocorre no Rio de Janeiro?
    Será que o bairro Leandro vai poder ter uma praça pública com aparelhos de Ginástica Esportiva, Brinquedos Infantis, Quadra de Futebol Cercada e com Iluminação?
    Será que se pode acreditar na possibilidade do que foi escrito acima possa ocorrer?

    ResponderExcluir
  2. A esposa do vereador de Itaguai tem um haras com 25 cavalos. Como pode???possível,mente comprado com o nosso dinheiro. A Policia Federal deveria apreender também o haras .

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Curta nossa Página

Semana

Recentes

Comentários

Visualizações do Blog

Twitter

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui
item